Chegou ao fim mais uma etapa bastante importante no circuito QS, o Barbados Surf Pro, prova que oferecia 3.000 pontos aos vencedores.

Ao contrário da prova anterior, os portugueses em prova não foram bem sucedidos. Apesar de Miguel Blanco e Tomás Fernandes terem passado dois heats cada, acabaram eliminados no round 3. A expectativa era grande para a prestação de Teresa Bonvalot depois de três resultados sólidos consecutivos, a esquerda de Drill Hall parecia perfeita para a número 13 do ranking.

Ao contrário das suas adversárias, Zoe McDougall, Leilani McGonagle e Leticia Canales Bilbao, que pontuaram cedo no heat, Teresa esperou bastante pela sua primeira onda, como tem sido sua marca registada em todas as provas. Por norma Bonvalot é a última a apanhar uma onda mas quase sempre começa com uma das melhores ondas do heat. Desta vez as ondas estavam muito inconsistentes e Teresa não capitalizou na sua primeira onda. Só nos minutos finais conseguiu apanhar uma onda com potencial mas ainda ficou a precisar de uma nota de 5.32 mas ficou sem tempo e foi eliminada.

A vencedora do heat Leilani McGonagle, acabou por vencer a prova, batendo Summer Macedo numa final de poucas ondas. A categoria masculina chegou às meias finais com dois brasileiros e dois peruanos em prova. Alex Ribeiro superou Alejo Muniz na primeira meia final enquanto que Lucca Mesinas bateu o seu conterrâneo Miguel Tudela para avançar para a final. A vitória acabou por ser peruana pois Mesinas apesar de apenas ter feito três ondas, duas delas foram 9.57 e 8 pontos, deixando o ex-top do CT em combinação.

Comentários