Liga MOCHE regressa a Cascais para a decisão do título nacional

publicado há 2 anos por 0

LIGA-MOCHE-REGRESSA-EM-OUTUBRO

Após quase três meses de interrupção, a Liga MOCHE, circuito nacional de surf e principal competição nacional, regressa às ondas em Cascais, para o Montepio Cascais Pro, a quinta e última etapa do campeonato que define os campeões nacionais da modalidade.

A realizar dentro de duas semanas, entre os dias 8 e 10 de Outubro, a derradeira etapa da Liga MOCHE vai definir o campeão nacional masculino, exclusivamente entre Frederico Morais e Tiago Pires. Depois de Teresa Bonvalot ter conquistado o seu segundo título consecutivo em finais de Agosto, apenas estes dois atletas poderão sagrar-se campeões nacionais em 2015, com vantagem para Frederico, que poderá consegui-lo taxativamente caso chegue às meias-finais do Montepio Cascais Pro. Já Tiago terá de vencer a etapa e esperar que Kikas não termine em terceiro lugar ou melhor.

Para Vasco Ribeiro, tri-campeão nacional em título e surfista local, este vai ser o momento da passagem de testemunho a um dos dois surfistas. “Vou para esta etapa descontraído e com o mesmo objectivo de sempre – apresentar o meu melhor surf! Espero que estejam umas ondas boas, para podermos proporcionar um bom espectáculo. Em relação ao título, ou vai para o Saca, ou para o Kikas, por isso ficará seguramente bem entregue! São os dois meus grandes amigos e estão a surfar muito bem este ano, por isso vou ficar a assistir de fora, pela primeira vez em algum tempo, sem preferências de qualquer espécie. Que seja uma boa disputa entre os dois! Eu já penso no ano que vem, mas vou lutar pela vitória nesta etapa, como sempre”, afirma o surfista de S. João do Estoril.

Esta é igualmente a derradeira etapa da principal competição do surf nacional, patrocinada pelo terceiro ano consecutivo pelo MOCHE. “Gostamos muito de acabar a Liga em Cascais, nesta altura do ano – estamos com as grandes competições internacionais a decorrer nas praias de Carcavelos e Guincho e acabar a Liga nesta altura, ali, é a melhor forma de acabar com chave de ouro. Já temos a campeã nacional decidida, mas o título de campeão ainda está em aberto e muito pode acontecer! É bom ficar para a última etapa a grande decisão. Agora é esperar por boas ondas, que certamente os surfistas em prova irão trazer um bom espectáculo!”, afirma Isabel Côrte Real, gestora da marca MOCHE.

Também para o Montepio esta é a continuação de uma aposta iniciada em 2013, em parceria com os valores da marca. “O sucesso registado pela última edição da Liga MOCHE justifica que o Montepio volte a associar-se ao Montepio Cascais Pro, integrando um projeto de dimensão e relevância desportiva mas também estratégica. O modo como a prova apoia a afirmação e valorização do mar e do seu potencial económico, científico, desportivo ou de lazer, fortalece as razões da nossa participação. Afinal, falamos de um eixo de intervenção da marca: a economia do mar,” assume Rita Pinho Branco, Diretora de Comunicação do Montepio.

Como tem vindo a ser hábito, a última etapa da Liga MOCHE realiza-se nas ondas cascalenses, território onde o surf tem cada vez mais importância, como confirma Carlos Carreiras, Presidente da Câmara Municipal. “Cascais é uma terra de grandes ondas e de grandes campeões. É com grande expectativa que voltamos a ser o palco das grandes decisões e da coroação dos campeões nacionais na Liga Moche. O Surf é uma aposta estratégica para a afirmação de Cascais, por três razões. Primeiro, pela relevância da competição em si mesma, porque em Cascais gostamos mesmo de surf, somos o berço da modalidade no país e a casa de alguns dos seus melhores praticantes. Segundo, pela atratividade que empresta ao posicionamento de Cascais num mercado de muitos milhões de praticantes em todo o mundo. Em terceiro, pelo impacto económico positivo do surf na criação de novas aldeias de valor no concelho.”

Ao nível dos troféus paralelos, o Montepio Cascais Pro contará com a habitual Renault Expression Session, um espectáculo à parte em que só a melhor manobra interessa para a vitória, sendo atribuídos, nas cinco etapas, 2.500€ anuais aos seus vencedores.

Também em disputa nesta última etapa estará o Ramirez Junior Award, um troféu que premeia os melhores juniores da Liga MOCHE com 2.500€ anuais e que conta com objetivos intercalados ao longo das cinco etapas.

A Liga MOCHE 2015, que distribui mais de 70.000€ de premiação aos surfistas, regressa assim dias 8, 9 e 10 de Outubro, em Cascais, para a sua derradeira etapa, o Montepio Cascais Pro.

Todas as etapas da Liga MOCHE têm transmissão em direto no MEO Kanal 202020; pela internet, em www.liga.moche.pt; na app mobile Surf MOCHE, bem como na RTP e n’A Bola TV, através de resumos dedicados.

Comentários