Passadas apenas duas etapas realizadas é certo que muita coisa pode mudar, mas alguns dos candidatos ao título já vão bem lançados na luta pelo título.

Com quatro de cinco etapas a contar para o título é seguro dizer que alguns dos competidores já estão a precisar de resultados fora de série se quiserem acabar no primeiro lugar. Nos últimos três anos nenhum dos campeões ficou a contabilizar resultados piores que o 5º lugar, no seu somatório dos melhores resultados e é aí que podemos fazer a divisão entre quem está a disputar o título e quem não está!

Vasco Ribeiro é o favorito para revalidar o título, com dois resultados sólidos, e lugares. O ritmo que tem imposto em todas as provas em que competiu este ano prova que tem tudo para vencer. Ambos são resultados a manter mas caso consiga trocar o 5º lugar por 3ºs ou melhor, será ainda mais complicado para os seus adversários de atacar o 1º lugar.

Segue-se Zé Ferreira, com dois resultados também excelentes, e lugares. Uma vitória numa das próximas etapas é tudo o que precisa para se lançar na disputa pelo título, mas mesmo que “apenas” mantenha a consistência poderá passar para a frente.

Depois de arrancar na “pole position” na etapa da Caparica parecia improvável que Frederico Morais largasse a liderança tão cedo, mas um “tropeção” em Ribeira D’Ilhas fê-lo cair duas posições. Quando “limpar” o lugar que tem a contar neste momento poderá subir directamente para o primeiro posto, mas está neste momento sem grande “margem de erro”. Uma ausência ou eliminação antes dos quartos de final poderá certamente custar-lhe o “bi”.

Marlon Lipke saboreou a vitória pela primeira vez na última etapa do ano passado e em 2014 parece estar de olho no título. Depois de ficar perto de vencer na Caparica conseguiu ainda um resultado sólido numa onda que nunca o favoreceu, Ribeira D’Ilhas. Com essa etapa “despachada” com algum sucesso, um lugar, Lipke poderá voltar a subir e tem de ser considerado um sério candidato à liderança.

O galego residente na Ericeira, Gony Zubizarreta, conta com dois 3ºs lugares e tem mostrado potencial para fazer finais. Caso não falte às próximas etapas poderá ser um “pedra no sapato” dos outros candidatos até ao fim.

Tomás Fernandes fecha o grupo dos mais fortes candidatos ao título nesta fase, com resultados de e lugar. Em 2013 mostrou que sabe vencer e caso consiga repetir o que fez anteriormente também poderá chegar ao fim na luta pelo primeiro lugar. O surfista da Ericeira é o mais novo não só deste top6 como de todo o top16, o que prova que mais tarde ou mais cedo deve disputar o título.

Francisco Alves, Luca Guichard, Miguel Blanco, Ruben Gonzalez e ainda Nicolau Von Rupp também se mantêm perto da disputa e sendo que cada um conta com pelos menos um lugar, podem voltar a estar na disputa se conseguirem “deitar fora” os seus resultados mais baixos. Praticamente todos os outros surfistas deste circuito ainda podem ambicionar chegar ao primeiro lugar, mas neste momento encontram-se com hipóteses mais matemáticas do que reais!

A próxima etapa será o Sumol Porto Pro, realizada entre 9 e 11 de Maio no Praia Internacional.

TOP16 Após Allianz Ericeira Pro
1º | Vasco Ribeiro | 1.610 pontos
2º | Zé Ferreira | 1.590 pontos
3º | Frederico Morais | 1.500 pontos
4º | Marlon Lipke | 1.470 pontos
5º | Gony Zubizarreta | 1.460 pontos
6º | Tomás Fernandes | 1.340 pontos
7º | Francisco Alves | 1.060 pontos
7º | Luca Guichard | 1.060 pontos
7º | Miguel Blanco | 1.060 pontos
7º | Ruben Gonzalez | 1.060 pontos
11º | Eduardo Fernandes | 950 pontos
12º | Justin Mujica | 900 pontos
12º | Filipe Jervis | 900 pontos
12º | Joackim Guichard | 900 pontos
12º | Ivo Cação | 900 pontos
16º | João Guedes | 860 pontos

Comentários

Os comentários estão fechados.