O Volcom Pipe Pro de 2016 vai entrar para a história como um dos melhores eventos de sempre em Pipeline.

Nicolau Von Rupp era um dos surfistas em prova neste dia épico e logo na sua primeira onda mostrou muita atitude. Enquanto remava para a sua onda e abertura esta transformou-se num “slab” impossível de dropar mas o surfista da Praia Grande tentou a sua sorte e sofreu um dos piores wipe outs de todo o evento. Apesar de ter ficado visivelmente abalado Nic voltou ao pico e ainda apanhou algumas ondas, passando para segundo lugar, até Tom Whitaker ter virado o resultado, qualificando-se para a fase seguinte atrás de Eala Stewart.

No heat anterior John John Florence, o grande favorito para vencer esta etapa, esteve a minutos de ser eliminado até que, nos últimos minutos, “desencantou” duas notas de 9 pontos para vencer o heat destacadissímo.

Outros destaques neste dia vão para Bruce Irons, que parece ter encontrado o seu ritmo novamente e foi avançando até à final. Jamie O’Brien, que marcou uma incrível nota 10 no round 4, foi “limpando” os seus heats até à final onde encontraria Bruce, Kelly e Makai McNamara. O sobrinho de G-Mac foi (Makai) foi o protagonista de um dos momentos mais impressionantes de todo o evento. Depois de fazer uma interferência nas meias finais ficou a precisar de um nota quase perfeita para se qualificar para a final e foi precisamente isso que fez, uma nota 10!

Na final Makai foi o único que não ficou combinado por Kelly Slater, que assim quebrava o seu jejum de vitórias de dois anos. Jamie O’Brien foi segundo, McNamara terceiro e Bruce Irons em quarto.

Comentários

Os comentários estão fechados.