Depois de vários lay days e de um dia com apenas três baterias, o Corona Bali Protected voltou à água para terminar a prova com ondas épicas.

A bateria mais esperada do evento era a terceira do dia, o confronto entre Filipe Toledo e Kelly Slater. O brasileiro era o grande favorito para vencer o heat e o “build up” nos dias de espera apontava para uma mudança de guarda com essa vitória. Infelizmente para ele Keramas mais lembrava Soup Bowls, uma onda em Barbados que é uma das favoritos de Slater e onde o 11x campeão mundial é quase imbatível. Kelly abriu com um grande tubo e obrigou Toledo a correr atrás e, mesmo mostrando estar à altura, no final foi o veterano quem venceu.

Filipe Toledo VS Kelly Slater

 

 

A outra grande “história” do evento foi a ascensão de Kanoa Igarashi. Apesar de ter começado mal a prova, com uma média abaixo dos 2 pontos no round 1, o japonês, que tem uma forte ligação ao nosso país, esteve imparável ao longo do resto da prova e surgiu neste dia final como um dos grandes favoritos. Mais cedo no ano Kanoa comentou com a ONFIRE que tinha como objectivo acabar no top5 do tour em 2019 e nesta prova mostrou potencial para o fazer.

Depois de bater Adrian Buchan nos quartos e Kelly Slater nas meias finais, Igarashi surfou muito contra Jeremy Flores na final, que por sua vez tinha eliminado um “red hot” Michael Rodrigues nas meias e Kolohe Andino nos quartos de final. A derradeira bateria foi mais um heat épico, e mesmo com grandes tubos e grandes manobras o francês não conseguiu evitar a primeira vitória japonesa no tour, o que garantiu que Kanoa Igarashi subisse para a segunda posição no ranking!

Jeremy Flores VS Kanoa Igarashi

 

 

Na categoria feminina Stephanie Gilmore fez a melhor onda do evento feminino, com um tubo incrível e uma finalização forte numa secção pesada para conseguir uma nota 10, combinar Sally Fitzgibbons na final e passar para a liderança do ranking!

Sally Fitzgibbons VS Stephanie Gilmore

 

 

Comentários