O Pull&Bear Pantin Classic Galicia Pro foi uma prova bastante negativa para os surfistas portugueses, que perderem quase todos nos seus heats de estreia. Ao terceiro dia os 6 surfistas lusos estavam reduzidos a apenas um, Carol Henrique, que acabou por ser eliminada no seu heat de estreia contra a eventual finalista, Caroline Marks, e Minori Kawai.

A final feminina foi um confronto Califórnia VS Havai, Caroline Marks VS Coco Ho. A mais jovem da dupla, Marks, vinha lançada dos rounds anteriores e mostrava potencial para vencer. No entanto Ho vinha de uma vitória nas meias finais sobre uma das surfistas mais em forma da prova, Silvana Lima e depois de vencer essa bateria ganhou o embalo certo para vencer o seu segundo QS do ano.

A prova masculina tinha nos quartos de final man-on-man 8 surfistas com grandes possibilidades de ter pontos do QS para estarem no Championship Tour de 2018. O grande favorito à vitória era Kanoa Igarashi, mas foi surpreendido por Keanu Asing, um surfista on a mission para voltar ao tour. Asing venceu duas etapas de 3.000 pontos este ano, foi 9º no QS 10.000 de Ballito e nesta etapa foi eliminado nas meias finais, por Jorgann Couzinet, juntando assim mais preciosos 3.550 pontos à sua “causa”.

Na outra meia final caiu outro favorito, Jesse Mendes, o primeiro nome a estar garantido no CT de 2018, frente ao brasileiro voador, Michael Rodrigues. Couzinet é um sillent killer do QS pois apesar de ser pouco conhecido do público já contava com alguns resultados fortes. Os 6.000 pontos da vitória sobre Rodrigues, garantiram-lhe o 7º lugar do ranking, ficando assim numa boa posição para reforçar o “team europa” no Championship Tour do próximo ano.

Comentários

Deixe uma resposta