Jordy Smith em destaque em JBay | Saca no round 2 | Dia 1

publicado há 3 anos por 0

jordy-smith-em-destaca-no-dia-1

O primeiro dia do JBay Open estava bem como se esperava, com ondas perfeitas até aos dois metros e meio. Esta ondulação é um pouco diferente de outras que no passado “quebraram” neste evento, pois faz com que a onda seja ainda mais rápida que o normal, testando as capacidades dos competidores.

Apesar de não estar tão tubular como já vimos no passado, o nível de surf foi fora de série. Principalmente se estivermos a falar de Jordy Smith, que chegou a esta etapa com o objectivo de ganhar o reconhecimento de melhor surfista do mundo em Jeffreys. E logo neste round 1 mostrou que pode perfeitamente fazer esse “statement”, sem arrogância. No seu heat contra Owen Wright e Jadson André fez 9.5 e 9.8 nas suas duas primeiras ondas, em poucos minutos. Owen ainda deu alguma luta, marcando duas notas de 8 pontos com fortes e consecutivas manobras de backside. Mas foi quando Jordy fez a sua última onda, que provou estar vários níveis dos seus adversários.

A onda era rápida e grande, mas Jordy é mais rápido e soube esperar pelas secções e simplesmente surfá-la na perfeição. Dois carves, um floater incrível, mais dois carves, um deles em layback e um tubo deram-lhe a nota 10, uma vez que a escala não permite passar daí!

Houve outros destaques neste dia, como Kai Otton e Kolohe Andino. Estes dois surfistas estão em fases completamente diferentes das suas carreiras mas têm algo em comum, descobrirão recentemente o seu ritmo competitivo no WCT. O ponto de viragem de Kai foi no ano passado e de Kolohe foi há poucos eventos, mas agora andam “entretidos” a derrotar adversários mais estabelecidos! Otton usou o seu backside impecável para derrotar um dos melhores em JBay, Joel Parkinson e Andino esperou pelos últimos segundos para virar o seu heat “em cima” de Julian Wilson.

Também Tiago Pires se mostrou em grande forma. Com o ritmo recentemente “adquirido” em Balito e muita experiência em JBay, Saca mostrou surf de vencedor mas dois ou três percalços impediram-no de avançar. Na sua segunda onda meteu-se num tubo que parecia ter “o seu nome” escrito, mas acabou por cair e não recebeu uma nota que podia ter sido excelente. Noutra onda encaixou varias manobras, reentrys, snaps e carves, mas falhou a manobra final, que teria ajudado muito nas contas finais. Nos últimos minutos fez uma onda excelente, com vários carves, recebendo 8,17 mas na onda seguinte Josh Kerr acabou por melhorar a sua situação e venceu o heat, com Filipe Toledo em 3º lugar.

Tiago terá pela frente CJ Hobgood no round 2, e é o favorito para vencer a bateria.

Já com condições menos perfeitas o JBay Open ainda entrou no segundo round onde não houve grandes surpresas e todos os top seeds avançaram. Acompanha esta prova em directo AQUI!

Comentários