O penúltimo dia de acção do Margaret River Pro, etapa número 4 do Championship Tour de 2019, teve um pouco de tudo. Acção do mais alto nível, derrotas surpreendentes e a já habitual visita de um tubarão ao line up em plena bateria.

As ondas baixaram, o que de imediato inviabilizou um regresso a The Box. Mas o Main Break não desiludiu e cedo se viu muita acção. As surpresas começaram cedo, com a eliminação de Jack Robinson frente a um ex-companheiro de equipa, Josh Moniz, que assim garantiu mais um grande resultado no seu ano de estreia. Para terminar a fase, Ryan Callinan bateu um dos surfistas mais perigosos da actualidade, Kanoa Igarashi, graças a um combo de duas manobras verticais e poderosas no fim da bateria.

Na primeira bateria dos quartos de final aconteceu um confronto que, mais tarde no ano, poderá ter relevância na disputa pelo título pois defrontava dos sérios candidatos, John John Florence e Italo Ferreira. O brasileiro surfou bem, acabando com uma média que teria vencido qualquer outro heat da fase. Mas Florence surfou acima da média, lembrando a prova que venceu aqui no passado, com um nível de surf que ninguém conseguiu acompanhar. Na bateria seguinte foi a vez de Caio Ibelli mostrar que é bem relevante no circuito. Nas duas fases anteriores Ibelli vingou algumas derrotas para Gabriel Medina e o “roubo” do seu wildcard, eliminando Kelly Slater. Pelo que sabemos Caio não tinha contas para acertar com Jordy Smith mas mesmo assim derrotou o sul africano, garantindo a sua presença nas meias finais.

Nas últimas duas baterias a experiência falou mais alto quando Kolohe Andino derrotou Seth Moniz e Julian Wilson despachou Ryan Callinan para garantirem presenças nas meias finais.

A prova feminina também avançou até às meias finais e o grande destaque foi Lakey Peterson que, com manobras muito poderosas, combinou a líder do ranking, Stephanie Gilmore. Acompanha a evolução desta prova em directo AQUI!

 

Comentários