John John e Julian fazem de Hossegor “backdoor” | Dia 3

publicado há 1 ano por 0

QUIKSILVER-PRO-FRANCE-DIA-3

Depois de dois lay days o Quiksilver Pro France arrancou com ondas de dois metros, condições aparentemente épicas. Mas logo no primeiro heat ficou visível que era um dia em que se iria ver algumas ondas de 9 pontos mas a maioria estaria entre os 2 e 4 pontos. Apesar disso o primeiro heat teve uma série de notas 7 e 8 pontos e a grande surpresa foi a derrota de Kelly Salter para Brett Simpson, que empatou na pontuação média mas como tinha a melhor onda do heat e venceu.

Logo de seguida realizou-se um heat com três surfistas muito bons nos tubos, Julian Wilson, Aritz Aranburu e Miguel Pupo. Mas apenas Wilson mostrou realmente os seus “dotes” nos tubos, encontrando duas “bombas” para a direita, dignas de comparação com backdoor que lhe deram as notas de 9.5 e 9.3 e a vitória na bateria.

Depois foi a vez de Dane Reynolds mostrar que já se sente bem de lycra de competição outra vez, batendo Sebastian Zietz e Owen Wright. Uma das grandes surpresas do dia foi a vitória de Tomas Hermes sobre Adam Melling e o top4 do tour, Filipe Toledo. Foi um daqueles heats com poucas ondas boas e Toledo não encontrou nenhuma “rampa” para dar os seus voos. Por sua vez Hermes encontrou um tubo “decente” e virou o heat no fim com um floater arriscado de backside, conseguindo a sua primeira vitória de sempre no CT.

Adriano de Souza, Mick Fanning e Gabriel Medina também venceram os seus heats com autoridade, mas o grande destaque desta fase foi mesmo John John Florence que, a surfar de calções, parecia estar mesmo “em casa”. Florence mostrou-se de volta ao seu melhor surf, e além de grandes tubos fez dos melhores carves de rail do evento.

No heat seguinte Adrian Buchan mostrou novamente o “ar de sua graça” e com o melhor tudo para a esquerda do dia venceu a bateria, batendo Ítalo Ferreira e Ricardo Christie. Também Bede Durbidge, Kolohe Andino e CJ Hobgood, este último com grande mérito pois vai se reformar no fim do ano mas tem estado a provar que ainda tem surf para vencer heats.

O Quiksilver Pro France acabou no fim da primeira fase, acompanha a evolução do evento AQUI!

Comentários