Com o título mundial já decidido, pouco faltava para finalizar mais uma incrível temporada no Championship Tour. On the line ainda estava a vaga do homem on a mission, Ian Gouveia, que precisava de vencer a prova para garantir a sua vaga no próximo ano. Ian liderava a bateria das meias finais contra John John Florence, até que o havaiano fechou com um bom tubo para Backdoor e deixou o brasileiro de fora, acabando em 23º lugar no ranking.

Também por decidir estava o campeão do Billabong Pipe Masters, uma das provas mais prestigiantes de todo o circuito. John John parecia estar a caminho da sua primeira vitória nesta etapa do Championship Tour mas, do outro lado da grelha, vinha um surfista muito perigoso.

Jeremy Flores, o único Europeu a vencer no Havai, mais especificamente em Pipe, tinha feito o “favor” de despachar mais uma vez Gabriel Medina e depois de eliminar o finalista desta etapa no ano passado, Kanoa Igarashi, nas meias finais, surgiu novamente na final como underdog.

E, tal como tinha feito em 2010 contra Kieren Perrow, Jeremy virou o resultado a seu favor nos últimos segundos. A menos de 20 segundo de acabar o heat o francês apanhou uma onda pequena para Backdoor mas atrasou bastante, andando muito tempo lá dentro e muito fundo. Por norma, quando os resultados são próximos, Florence acaba na frente mas desta vez, já com o título definido, a nota saiu ligeiramente acima do requisito e Flores venceu o seu segundo Billabong Pipe Masters, na última onda da temporada de 2017!

Comentários

Os comentários estão fechados.