JBay Open | Os 10 heats realizados antes do ataque

publicado há 2 anos por 0

OS-10-HEATS-REALIADOS-ANTES-DO-ATAQUE-DE-TUBARAO-NO-JBAY-OPEN

O último dia do JBay Open foi o mais “pesado” da história do surf profissional desde o Rip Curl Pro Search em Porto Rico. Nessa etapa aconteceu algo inédito e muito marcante, a morte de Andy Irons no regresso a casa.

Em JBay poderia ter acontecido o mesmo a Mick Fanning, em directo para o mundo todo, mas o australiano decidiu que este não era o seu último dia e sobreviveu ao incidente (descobre tudo sobre o ataque e outros momentos heróicos do dia AQUI).

Mas para chegar à final realizou-se um dia muito completo de competição, o melhor do período de espera e um dos melhores de todo o ano na WSL. Foi com o round 5 que a prova arrancou, e Kai Otton abriu com uma vitória sobre Nat Young. De seguida Wiggolly Dantas prometia dar muito trabalho a Julian mas partiu o seu shop e o heat correu mal a partir daí. Enquanto trocava de prancha e voltava ao pico o seu adversário aproveitou para apanhar uma onda boa e marcou 9.17. Mais tarde ainda fez uma onda melhor, recebendo 9.5 e uma vitória folgada na bateria.

Michel Bourez não está 100% recuperado da sua lesão mas marcou uma nota de 9 pontos no seu heat e saiu de Jeffreys com um 9º lugar, já que Slater foi mais competitivo e venceu. Para terminar a fase Keanu Asing foi surpreendentemente sólido contra Fanning e até podia ter vencido o heat. Mas Mick não é conhecido por “White Lightning” (o trovão branco) por nada, e usou a sua velocidade para fazer manobras em secções mais “abertas” e assim varreu mais um heat.

No dia anterior havia uma enorme expectativa para o “Super Heat”, que não foi preenchida. Neste dia os dois competidores menos cotados entre os últimos 8 em prova fizeram questão de fazer uma super bateria de goofies, um confronto superior ao dos 15 títulos mundiais. Os aussies Kai Otton e Adrian Buchan atacaram JBay com um surf de backside preciso, alternando a liderança várias vezes. Foi Otton quem começou melhor mas Buchan ia sempre respondendo à altura. Até que, para fechar o heat Adrian fez duas ondas excelentes e deixou Kai de fora, mas com a cabeça erguida pela excelente prestação.

Entretanto Julian bateu o líder do tour, Adriano, Slater fez dois 9s contra os dois 8s de Medina e Fanning “espancou” Alejo Muniz. Nas meias finais Adrian Buchan ficou perto, mas não conseguiu parar Julian e Slater não acompanhou bem Mick Fanning, compondo assim uma final 100% aussie.

Julian foi o único a surfar uma onda na final, um 6.67, mas depois Fanning foi atacado por um grande tubarão e a final ficou por aí! O circuito segue para o Tahiti com Adriano de Souza na frente do Jeep Leaderboard.

tags:

Comentários