Como dissemos aqui, o Boardmasters marca o arranque da temporada europeia do QS. A presença portuguesa no Reino de Inglaterra foi muito magra no masculino com apenas dois portugueses a se deslocaram até à terra de Sua Majestade, Pedro Coelho e Tomás Fernandes.

O primeiro a vestir a lycra foi o surfista do Guincho, Pedro Coelho, no heat 3 do round 2. O goofy defrontava dois locais, Liam Turner e Angus Scotney, e ainda Tom Butler, sendo que este último ficou mesmo em último lugar do heat com uma interferência.

Turner começou o heat com um 4.33 e um 6.10, notas essas que acabaram por ser as suas melhores e garantir-lhe um sólido primeiro lugar. O outro local no heat, Scotney, abriu com um 5.50 ao qual Coelho respondeu com um 4.87 seguido de um 4.43 que o colocou em segundo. Isto até Scotney encaixar um 6.00 e deixar o português a necessitar de um 5.57, uma nota que acabou por não conseguir acabando eliminado em terceiro lugar.

Umas horas depois e era a vez de Tomás Fernandes, o último surfista nacional em prova. O surfista da Ericeira defrontava Ignacio Gonzalez, Tom Boelsma e Slade Prestwich. Fernandes demorou a abrir o heat enquanto Prestwich e Gonzalez conseguiram encaixar notas sólidas para se garantirem nos lugares cimeiros. Tomás não conseguiu mais do que um 3.17 e um 3.07 como melhores notas, notas essas que só conseguiu colocar no seu score na segunda metade do heat, terminando assim em terceiro lugar atrás de Gonzalez, que conseguiu passar para primeiro perto do fim, e Prestwich.

Terminava desta forma demasiado rápida e crua a presença portuguesa masculina neste QS1000, circuito que seguirá daqui a dias para Lacanau para um QS1500 e onde esperamos ter uma maior presença nacional e, obviamente, um maior sucesso por parte dos nossos guerreiros.

Mas o dia não estava perdido pois as nossas surfistas nacionais limpariam a honra de Portugal… Foi passado umas horas que Yolanda Hopkins entrou na água juntamente com Lucia Cosoleto. Ambas não deram muitas hipóteses às restantes adversárias avançando para o round 2, onde se encontram a campeã nacional de 2017, Carol Henrique, e Camilla Kemp.

Logo de seguida entrou Leonor Fragoso que acabou por ter um heat bastante facilitado uma vez que das quatro surfistas só estavam duas, a portuguesa e Joanne Dennison, que passou em primeiro.

Para Portugal o Boardmasters seguirá então apenas na categoria feminina e os heats a não perder – AQUI – são os seguintes:

Round 2 Feminino
Heat 3: Justine Dupont x Eliza Greene x Lucia Cosoleto x Leonor Fragoso
Heat 4: Mikaela Greene x Peony Knight x Joanne Dennison x Yolanda Hopkins
Heat 5: Carol Henrique x Lucy Campbell x Honolua Blomfield x Lee-Ann Curren
Heat 7: Camilla Kemp x Ainara Aymat x Uhaina Joly x Tiana-Breeze De Mooji

 

Comentários

Deixe uma resposta