Entramos na penúltima mini-entrevista aos surfistas que irão competir no MOCHE Capítulo Perfeito presented by Rip Curl. Depois de leres o que os 14 eleitos tinham a dizer, é agora a vez dos dois wildcards “falarem”. Começamos, hoje, com o júnior local, Guilherme Fonseca.

O jovem Guilherme Fonseca, frequentador assíduo das ondas de Supertubos (assim como do resto da mágica vila de Peniche) recebeu uma entrada directa para o prestigiado evento que se realizará no dia em que Supertubos estiver clássico.

Essa entrada directa foi-lhe atribuída pelo PPSC, o clube local de Peniche, o que em nada é de estranhar uma vez que o pequeno Guilherme é, sem dúvida nenhuma, o grande nome a surgir da nova geração de surfistas de Peniche.

A verdade é que se a sua evolução continuar como tem acontecido nos últimos tempos, “Gui” será muito rapidamente mais um grande valor do surf português e que seguirá o caminho de Frederico Morais, Vasco Ribeiro, Francisco Alves, Filipe Jervis, Zé Ferreira e Miguel Blanco, entre outros.

O seu surf cresce de dia para dia, seja no power ou nas manobras high performance. A sua linha de surf está cada vez mais afinada e o seu à vontade em ondas tubulares e poderosas é já de quem está habituado ao poder de Supertubos. Além disso, conta com alguma experiência competitiva obtida não só no mais importante circuito nacional, a Liga MEO Pro Surf (acabou em vigésimo em 2012), como nos circuitos juniores.

É certo que ainda não têm a experiência competitiva dos restantes eleitos para o MOCHE Capítulo Perfeito, e é certo também que o seu surf ainda tem de evoluir mais para se bater de igual para igual com muitos dos nomes presentes mas certamente que esta será uma grande oportunidade para uma experiência única e onde temos a certeza que irá absorver tudo de uma forma incrível.

Por outro lado, o pequeno Guilherme tem já muito à vontade nesta onda. Isto, aliado a uma boa técnica nos tubos e ao facto de ser talvez o surfista mais underground dos eleitos, poderá jogar e muito a seu favor para causar algumas surpresas inesperadas aos seus adversários.

Aqui fica a sua mini-entrevista sobre o MOCHE Capítulo Perfeito presented by Rip Curl.

O que significa para ti ser convidado para o Moche Capítulo Perfeito? É um orgulho ser convidado para o Moche Capítulo Perfeito. Sinto-me entusiasmado e mal posso esperar por competir na minha praia local com condições perfeitas e com os melhores tube riders do país. Vou tentar fazer o meu melhor surf.

O que pensas deste tipo de formato? Acho que este tipo de formato é muito favorável para todos os atletas pois no primeiro round ninguém fica de fora do campeonato, existindo uma segunda hipótese no caso do primeiro heat não correr bem.

Fizeste algum tipo de campanha? Não fiz, o PPSC (Península de Peniche Surf Clube) deu-me o wildcard, logo tive entrada directa e devo um obrigado ao Clube por me terem escolhido perante outros bons surfistas de Peniche.

Quem foi, para ti, a maior surpresa na lista final dos surfistas eleitos deste ano? Considero que não houve surpresas, os surfistas que estavam em votação eram todos bons surfistas e bons tube riders, por isso não houve para mim  grandes surpresa.

Pensas que há algum nome que deveria ser obrigatório estar presente e não está? Sendo o campeonato em Supertubos será “roubado” um dia de ondas clássicas aos locais. Como tal, acho que deviam ter entrada mais um ou dois locais. No futuro sugiro que seja adicionada uma categoria para votação dedicada aos “Local Surfers” em que fosse garantida a presença de um ou dois locais. Boas ondas e apareçam no dia perfeito!

Amanhã terminaremos as mini-entrevistas a todos os surfistas que no próximo swell épico estarão em Supertubos para disputar o título de melhor tube rider do MOCHE Capítulo Perfeito. E para fechar com chave de ouro esta série de mini-entrevistas que te acompanhou diariamente nas últimas duas semanas, poderás então saber o que o vencedor do ano passado tem a dizer e que é, nada mais nada menos, do que  Tiago Pires!

 

Comentários

Os comentários estão fechados.