Depois de uma forte estreia, os dias 2 e 3 do Prozis Pro Junior Espinho foram “madrastos” para quase todos os surfistas portugueses.

A maré cheia não ajudou no arranque do segundo dia de prova, que só começou no início da tarde. A prova feminina foi a que avançou mais e infelizmente duas promissoras surfistas portuguesas, Mariana Assis e Camilla Kemp não conseguiam garantir as suas vagas na fase man-on-man (quartos de final), terminando ambas em 9º lugar. Enquanto isso a líder do circuito, Teresa Bonvalot, e Carol Henrique venciam mais uma bateria cada garantindo as suas presenças para o dia seguinte.

Com os atrasos no início da prova apenas se realizou metade do round 2 masculino, mas não deixou de ser um dia de muita acção. João Kopke, Jácome Correia e Guilherme Fonseca venceram os seus, este último deixando os seus adversários quase em combinação. Mas a grande surpresa foi o mais jovem surfista português em prova, Guilherme Ribeiro, de 13 anos. Guilherme demorou algum tempo para apanhar a sua primeira onda, enquanto que os seus adversários já tinham notas fortes a contar. Mas quando “arrancou” aproveitou bem as ondas que apanhou, ficando muito perto de vencer o seu heat, garantindo assim a qualificação para o round seguinte.

Já o terceiro dia de prova foi mais complicado e começou com uma derrota surpreendente. Miguel Blanco, o líder do circuito e grande destaque do primeiro dia de prova. Nomme Mignot e Luis Diaz Urrejola começaram com ondas muito bem surfadas e deixaram os dois portugueses, Blanco e António Duarte a precisar de notas altas. Perto do fim Miguel fez a sua primeira onda boa e depois de pontuar 6.23 baixou o seu requisito para 7.68 pontos, mas ficaram a faltar oportunidades de pontuar e acabou por perder em quarto lugar, com Duarte em 3º.

No round 3 foram eliminados o “grom” Guilherme Ribeiro e ainda Pedro Rua, enquanto que Jácome Correia, Guilherme Fonseca e João Kopke seguiram em frente. Entre eles apenas o surfista da Ericeira, Fonseca, seguiu para a fase man-on-man, onde não parou de surpreender. Guilherme está a ter um ano excelente e venceu mais um heat com algumas das melhores ondas do campeonato, incluindo uma nota de 9.23. Infelizmente também Natxo Gonzalez passou para esta fase, garantindo assim a nova liderança do circuito.

Na categoria feminina as duas finalistas da etapa passada, Teresa Bonvalot e Keshia Eyre, eram eliminadas nos quartos de final. Neste momento apenas uma surfista pode chegar à liderança a portuguesa Carol Henrique, que se vencer irá empatar com Teresa no ranking. O Prozis Pro Junior Espinho regressa amanhã, acompanha tudo em directo AQUI!

Comentários

Os comentários estão fechados.