Depois de alguns dias de espera, o Volcom Fiji Pro, foi finalmente foi à água! Apesar das condições estarem com bom aspecto, ondas a partir dos dois metros e sem vento, a organização e surfistas não estavam muito convencidos e enviaram as suas “cobaias” para a água, os competidores do circuito VQS da Volcom. Este “conjunto” de talentos regionais tratou de mandar grandes tubos incluindo um “tubão” em Cloudbreak que deu uma nota 10 ao francês Tom Cloarec.

Esse poderá ter sido o momento decisório para acabar com este round de 3 heats e meter os tops de WCT na água, o que aconteceu muito rapidamente. Mas não foi só a organização que foi enganada pelas condições, Joel Parkinson estava tão convencido que a prova não ia acontecer que foi… pescar, literalmente. Parko saiu de madrugada e estava quase incontactável, quando finalmente foi contactado estava longe demais para chegar a tempo ao seu heat. Já Slater estava também a caminho de Fiji e o seu atraso tinha outras razões, ficou mais tempo na Flórida para acompanhar o nascimento do seu sobrinho. Um é o campeão mundial em título e o outro tem esse título vezes 11 e é provável que a ASP não lhes aplique qualquer sanção. Mas fica a dúvida, será que se a ASP fosse mais dura a atribuir multas isto teria acontecido?

Polémica à parte, este foi um dia para os underdogs. Surfistas como o wildcard Mitch Coleborn e ainda Kai Otton, Fred Patacchia, Heitor Alves e Travis Logie usaram a vantagem de estar de frontside para a onda e assim saíram de alguns tubos incríveis para vencer os seus heats. Outros dois goofies, os irmãos Hobgood, também venceram com autoridade mas de maneira alguma as suas vitórias foram surpreendes pois ambos são “REIS” nesta onda. Qualquer um dos dois é candidato à vitória e podem considerar mau qualquer resultado abaixo dos quartos de final!

Do lado dos regulares o grande destaque vai para Josh Kerr. Apresar do seu approach progressivo quando o mar permite, este australiano é igualmente bom em ondas pesadas. Kerr deu dos melhores tubos e combinou com fortes manobras para vencer um heat difícil, sendo um de apenas dois regulares a vencer um heat neste dia. Por realizar ficaram ainda dois heats do round 1, que possivelmente vão acontecer já amanhã (esta noite na hora portuguesa). O swell desce bastante para amanhã e melhora mais para o fim da semana mas nada melhor do que acompanhar o call em directo AQUI!

YouTube Preview Image

 

Comentários

Os comentários estão fechados.