As ondas melhoraram ligeiramente para o 3º dia do Quiksilver Pro Gold Coast e desta vez foi a categoria masculina que esteve primeiro na água.

Logo no primeiro heat Filipe Toledo esteve em sério risco de ser eliminado pelo rookie Soli Bailey mas a poucos minutos do fim virou a bateria com alguns carves fortes e uma boa finalização para seguir para a fase seguinte. E, depois de quase um ano sem ver John John Florence de lycra vestida, o bicampeão mundial voltou a mostrar que está numa classe superior a quase todos no top32 e tratou de eliminar Adrian Buchan.

Quem também esteve bem forte foi o wildcard Reef Heazlewood, que apresentou um backside que não fica atrás do seu conhecido frontside. No fim do heat Reef voou numa esquerda e fez mais uma nota de 8 pontos, mas foram duas direitas, em que pontuou 8 e 6, que realmente impressionou e assim eliminou o campeão da prova do ano passado, Julian Wilson. Mas que realmente surfou melhor neste dia foi Gabriel Medina, tanto com um surf de backside incrível como a voar para a esquerda, eliminando assim o outro wildcard, Mateus Herdy.

Ítalo Ferreira foi outro “gigante” neste dia de prova, parecendo que ainda estava no Red Bull Airborne, acertando alguns voos impressionantes cedo neste heat para eliminar Ricardo Christie.

Seguiu-se ainda a prova feminina, que teve como grande surpresa também a eliminação da campeã do ano passado, Lakey Peterson. A candidata ao título de 2018 surfou abaixo do seu nível e caiu perante uma inspirada Sage Erickson. Também as rookies Macy Callaghan e Brisa Hennessy foram eliminadas, por Stephanie Gilmore e Tatiana Weston-Webb e até a wildcard, Isabella Nichols, não conseguiu acompanhar Caroline Marks, e foi eliminada. Quem mais se destacou nesta fase foi Malia Manuel, eliminando Nikki Van Dijk apesar desta ter feito a melhor nota do dia, um 8.5.

Acompanha a evolução do próximo dia de prova em directo AQUI a partir das 22 horas de Portugal!

Comentários