Poucas horas depois do dia de prova começar, a final do Hawaiian Pro, penúltima etapa QS 10.000 do circuito de qualificação, arrancou com as ondas mais sólidas do dia.

Na final estavam surfistas de quatro nacionalidades, Matthew McGillivray, da África do Sul, Leonardo Fioravanti, da Itália, Ethan Ewing, da Austrália, e Frederico Morais, a representar Portugall

A primeira nota sólida da final foi de Matthew McGillivray, graças a um tubo raro que lhe garantiu a nota de 5.83 pontos. Ethan Ewing e Frederico Morais foram os finalistas mais pacientes da final, sendo o australiano o primeiro a atacar mas acabou por cair, não capitalizando na espera. Já Frederico surfou de seguida fez um forte carve, um snap layback e um reentry para ficar com uma nota de 6 pontos a contar.

Foi Leonardo Fioravanti o primeiro a fazer uma nota expressiva, numa onda cheia de manobras fortes, para receber 7.67 pontos.. Logo de seguida o português fez mais uma série de carves para receber 6.77 e passar para a liderança, deixando Leo a precisar de apenas 5.1 para primeiro, Matthew de 6.94 e Ethan 6.38 pontos.

Nos últimos minutos não apareceram mais ondas com potencial e Frederico Morais acabou na frente, garantindo a primeira vitória portuguesa no Havai e a liderança do circuito QS!

Comentários