Frederico Morais vence no round 2 do Oi Rio Pro

publicado há 1 mês por 0

FREDERICO-MORAIS-VENCE-NO-ROUND-2-DO-OI-RIO-PRO

Depois de um lay day e meio o Oi Rio Pro voltou à água em Saquarema. Antes das condições terem obrigado a uma paragem realizaram-se 5 heats do round 2 que tiveram como única surpresa a eliminação do actual número 5 do ranking, Kolohe Andino, pelos voos do wildcard local Yago Dora, um surfista que poderá estar no CT já no próximo ano.

De volta ao dia 4, as ondas estavam com cerca de metro e meio, com direitas um pouco mais consistentes e algum backwash. Logo no primeiro heat do dia, a bateria 6, Ethan Ewing voltou a não mostrar o seu valor, fazendo um heat medíocre que foi vencido por Sebastian Zietz com facilidade.

O campeonato finalmente começou a “pegar fogo” no heat 9, entre Connor O’Leary e Stuart Kennedy. Ambos surfaram muito e Stu pontuou o que seria suficiente para passar quase qualquer heat da fase. Infelizmente para ele, O’Leary estava inspirado com ondas excelentes consecutivas, 9 e 8 pontos, venceu mais uma bateria.

Frederico Morais encontrava-se no heat 11 e tinha como adversário um companheiro de equipa, Jack Freestone. Ambos surfaram ondas logo no início do heat e Jack tentou um grande alley opp mas não acertou enquanto que Kikas surfou a sua onda até ao fim com várias rasgadas e batidas e um reentry para terminar, abrindo com a nota de 4.83. Freestone, que foi finalista nesta etapa no ano passado, respondeu com uma direita com três manobras fortes, que lhe garantiram a nota de 6 pontos e logo de seguida, numa onda maior, Frederico fez algumas manobras mas caiu na finalização.

O australiano continuou a atacar e com uma onda pequena mas muito bem surfada passou para a frente, deixando Morais a precisar de 6.74 para voltar à primeira posição. O português deu bom uso à prioridade, numa onda com secções bem verticais no inside. Algumas batidas fortes mais tarde, Frederico garantia a nota de 6.73, 0.01 abaixo do que precisava, mas o seu requisito baixou para 4.84 pontos. Com uma onda de 5.8 pontos Kikas passou para a frente mas Jack só precisava de 6.54 e na onda seguinte voltou para o primeiro lugar, deixando o luso a precisar de 6.28 para recuperar a sua posição.

Na onda seguinte Morais foi implacável, começando com uma forte batida no lip, um bom carve, uma batida e um tail slide que lhe garantiu a nota de 7.56 e a liderança. Jack surfou bem na onda de trás mas não seria suficiente para chegar ao 7.41 que precisava. Nos últimos segundos Frederico tinha a prioridade e teve que a usar numa onda mais fraca, o que deu a Freestone mais uma oportunidade mas que não foi suficiente e Kikas seguiu em frente!

Acompanha o resto da prova em directo AQUI!

Notícia em actualização

Comentários