Como já era esperado o Corona Open J-Bay, o sexto evento do Championship Tor de 2018, arrancou logo no primeiro dia. No primeiro heat da prova encontrava-se Frederico Morais, que tinha como adversários dois surfistas com muita experiência nesta localização, os sul africanos Jordy Smith e Michael February.

As ondas rondavam o metro e meio nos sets e foram os locais quem arrancaram com ondas melhores, recebendo notas de 5 e 4.17 “contra” o 3.50 do português. Mas logo de seguida Kikas escolheu uma onda melhor, enchendo-a de fortes carves, batidas no lip e um tubo rápido para fazer uma nota de 6.5 pontos e passar para a liderança. A surfar com uma prancha nova, feita especialmente para esta prova, Frederico mostrou-se bem solto, mas encontrou alguma dificuldade em conseguir melhorar o seu back up numa das ondas que apanhou debaixo da prioridade dos seus adversários.

A 1o minutos do fim Jordy surfou uma longa onda que poderá ter sido bastante overscored, passando para a liderança por uma diferença de 0.17 pontos, deixando Morais com a prioridade a precisar de uma nota de 3.67 pontos para primeiro. A 4 minutos do fim o surfista de Cascais apanhou uma das maiores ondas do heat e, apesar de não se ter transformado em algo tão bom como parecia no arranque, o nosso “Freddy” conseguiu encaixar algumas manobras fortes, recebendo a segunda melhor nota do heat, um 5.43 e a liderança. Entretanto Jordy precisava de uma nota de 6.76 e Michael de 7.76, algo que não conseguiram fazer e o português saiu da água com a sua primeira vitória no round 1 do ano.

Nos dois heats que se seguiram também os cabeças de série, Ítalo Ferreira e Michel Bourez, foram derrotados por Kanoa Igarashi e Sebastian Zietz até que na quarta bateria Gabriel Medina mudou tudo. O brasileiro, mesmo em condições, que não o favorecem, mostrou grande ritmo para bater Tomás Hermes e Miguel Pupo, e logo de seguida Filipe Toledo mostrou que é o favorito à vitória, vencendo a sua bateria com uma nota de 9 pontos. Também outros top seeds como Julian Wilson, Owen Wright e Wade Carmichael caíram para a repescagem, enquanto que o destaque do dia foi Conner Coffin, com duas ondas incríveis.

A prova ainda entrou no round 2, realizando as baterias de dois surfistas Julian Wilson e Ítalo Ferreira, o líder e o terceiro classificado do circuito. Julian encontrou forte oposição da parte do wildcard Matthew McGillivray, mas conseguiu avançar enquanto que Ferreira também teve uma disputa equilibrada até certa altura mas Wiggolly Dantas virou o resultado no fim e fez o grande upset do dia. No fim da segunda bateria a prova parou e um novo call acontece amanhã pelas 7 horas.

Acompanha a evolução desta prova em directo AQUI!

Comentários