O Ballito Pro, primeira prova QS 10.000 do ano, começou cedo pelo terceiro dia consecutivo e, infelizmente, os portugueses ficaram “despachados” cedo.

O primeiro português na água foi Miguel Blanco, logo no primeiro dia do main event, sendo eliminado no seu heat de estreia. Frederico Morais e Vasco Ribeiro tiveram que esperar dois dias para competir pois encontravam-se nos heats 16 e 17 do round de 64 e a prova avançou pouco no segundo.

Morais foi o primeiro dos nossos dois top seeds na água, e tinha como adversários 3 goofies, Deivid Silva, Mihimana Braye e Manuel Selman. Deivid, o único top do CT a tempo inteiro do heat, começou a atacar cedo com boas combinações de manobras para abrir com uma onda de 7.17 e com apenas uma manobra fez um back up de 5.27. Já Kikas apostou nas direitas, algo invulgar neste dia, e começou bem com uma onda com algumas pauladas e snaps para fazer a nota de 6.17. No entanto, ao longo do heat, encontrou dificuldades em melhorar o seu back up de 3.83 e o tahitiano Mihimana Braye aproveitou para virar a bateria nas suas duas últimas ondas, eliminando o português.

Vasco Ribeiro tinha como adversários 3 nomes de peso na bateria seguinte, Jesse Mendes, Miguel Pupo e Dusty Payne. O surfista de São João do Estoril começou com uma onda boa, conseguindo 5 pontos, mas não conseguiu crescer muito ao longo da bateria e os goffies brasileiros, Jesse e Miguel, dominaram as duas primeiras posições, eliminando Ribeiro e Dusty.

O Ballito Pro ficou assim sem portugueses em prova. Acompanha a evolução desta prova em directo AQUI!

Comentários