Pelo quinto dia consecutivo o Abanca Galicia Classic Surf Pro, prova QS 10.000 com categorias masculina e feminina realizada na praia de Pantin, avançou.

As ondas voltaram a baixar mas as esquerdas continuavam longas e com muitas oportunidades de fazer notas altas. Que o diga Jadson André, que parece estar finalmente de volta aos bons resultados, fazendo uma nota de 9.33 e um back up de 8 para derrotar um dos surfistas mais em forma do evento, Tim Bissot.

Frederico Morais estava no terceiro heat dos oitavos de final man-on-man, o primeiro heat depois de um intervalo de pouco mais que uma hora. O português apanhou cedo uma onda com pouco potencial, oferecendo a prioridade a Jake Marshall, que tratou de transformar uma pequena onda numa nota de 8.33 devido a várias pauladas verticais de backside. Morais respondeu logo de seguida com uma esquerda um pouco maior mas que não deu espaço para fazer manobras tão críticas, recebendo apenas 6.33 pontos. Com um back up de 5.5 “Freddy” passou para a frente mas Jake apenas precisava de uma nota de 3.5 para voltar ao primeiro lugar, algo que fez na onda seguinte, deixando Kikas a precisar de 8.5 pontos para dar a volta ao resultado.

Entretanto Marshall continuou a pontuar, fazendo uma nota de 7.33 para aumentar o requisito de Morais para 9.33 pontos a menos de 10 minutos do fim. A 5 minutos do fim Kikas usou a sua prioridade numa onda com algum potencial e com três fortes pauladas de backside recebeu uma nota de 7.5 e baixou a sua “demanda” para 8.17. Frederico fez tudo ao seu alcance para virar o resultado a seu favor, mas Jake tinha a prioridade e não entrou mais qualquer onda com potencial.

O português sai de Pantin com um 9º lugar, substituindo a sua pontuação mais baixa, de 600 pontos, pela mais alta do ano até agora, 3.700 pontos, o que lhe irá garantir uma boa subida no ranking.

Acompanha a evolução desta prova em directo AQUI!

 

Comentários