Ondas incríveis, ainda melhores que no dia anterior, abriram o dia 3 do Corona Open J-Bay. A ausência quase total de vento, ondas mais regulares e maiores foram as condições que os melhores do mundo tinham para o dia, e rapidamente os heats que restavam do round 3 estavam na água.

O grande upset da manhã foi logo no primeiro heat, quando o rookie Wade Carmichael “atropelou” o veterano do tour, Jeremy Flores, que acabou combinado. Sebastian Zietz nem teve que entrar na água pois Owen Wright lesionou-se e não competiu e enquanto que outros favoritos, como Julian Wilson, Filipe Toledo, Adriano de Souza, Gabriel Medina e ainda Kanoa Igarashi e Griffin Colapinto venceram as suas baterias e seguiram para a fase seguinte.

O round 4 começou com um super heat com 3 mestres de power surfing, Joel Parkinson, Jordy Smith e Conner Coffin. O confronto não desiludiu, com ondas excelentes de todos mas no fim Joel Parkinson ficou de fora por muito pouco.

Frederico Morais estava no heat seguinte, contra Wade Carmichael e Julian Wilson. Em disputa estavam duas vagas nos quartos de final, enquanto que o 3º classificado iria para casa com um 9º lugar. Na mesma fase na prova de 2017 o “internacional português” fez história ao bater dois dos melhores surfistas de todos os tempos, John John Florence e Mick Fanning. Nesta bateria Julian abriu com um par de notas de 3 pontos mas, tirando isso, os primeiros 10 minutos não tiveram muita acção. Frederico e Wade foram compensados pela paciência e apanharam um bom set de duas ondas. Kikas apanhou a primeira e abusou dos snaps e batidões no no lip, encaixando também um bom tubo, falhando apenas a finalização na última secção para receber uma nota de 7.5. Carmichael também surfou bem a sua onda, com alguns snaps poderosos e um par de tubos para ficar com 6.33 pontos.

No set seguinte todos surfaram ondas e foi Wilson quem foi mais bem sucedido, recebendo uma nota de 5.33, enquanto que Wade passou para primeiro lugar com um 6 alto e “Freddy” apanhou a pior onda e não conseguiu capitalizar, ficando a precisar de uma nota de 5.5 para primeiro lugar. Nos minutos finais Julian tinha a primeira prioridade e precisar de 5.38 para superar Morais, que tinha a segunda prioridade mas todos ficaram à espera de uma onda com potencial. Kikas apanhou a primeira (e mais pequena) onda do set, e trabalhou-a bem para receber 5.4 pontos, enquanto que “Jules” destruiu uma onda para fazer 8.34 e na onda seguinte Wade Carmichael também surfou bem.

No final desta troca Julian estava em primeiro e Wade em segundo, com Morais em 3º por uma diferença de apenas 0.1, o que o deixou eliminado da prova em 9º lugar.

Acompanha a evolução desta prova AQUI!

Comentários