Frederico Morais soma e segue (para o round 3 em Sunset)…

publicado há 6 meses por 0

frederico-morais-no-round-3-do-vans-world-cup

Depois de vários dias sem acção o Vans World Cup voltou à água em Sunset. As ondas estavam finalmente como se esperava, com sets entre os 8 e os 10 pés e vento off-shore forte.

No dia anterior de prova a armada lusa perdeu metade da sua “frota”, nomeadamente Vasco Ribeiro, no round 1. Também nesse dia perdeu um adversário directo de Frederico Morais na luta pela qualificação, Tomas Hermes, actual número 11º do ranking, que precisava de passar vários heats mas surfou lesionado e foi eliminado.

Kikas estava no heat 7 e na bateria anterior quase perdeu outro adversário sério. O seu amigo Ryan Callinan, número 9 do QS, a pouco mais de um minuto do fim precisava de uma nota fraca. Com alguns snaps e uma batida no inside o australiano passou para primeiro lugar, deixando outro candidato a uma vaga no tour, Marc Lacomare, em 2º lugar.

O heat do português demorou a arrancar e foi o surfista de Cascais quem fez a primeira nota de relevância. Frederico Morais fez vários caves fortes numa onda de set e garantiu uma nota de 6.83. Logo de seguida apanhou uma onda um pouco menor mas já se mostrou mais solto e praticamente garantiu a sua qualificação para a fase seguinte com outra nota na casa dos 6 pontos.

O brasileiro Krystian Kymerson também fez boas ondas e alguns drops no ar de backside, ocupando a segunda posição durante muito tempo. Entretanto também o surfista da Ilha de Guadelupe, Charles Martin,  se tornou num adversário mais sério, mas nunca chegou a ameaçar a posição do líder da bateria e no fim foi Michael February quem passou para segundo lugar. Morais estava bem soltinho e perto do fim fez mais uma onda fortíssima, garantindo a nota de 8.5, a vitória no heat e manteve as suas hipóteses de entrar no Championship Tour de 2017!

Acompanha a evolução desta prova e, principalmente, a performance de Frederico Morais em directo AQUI!

Comentários