Pelo segundo dia consecutivo a prova masculina do Balito Pro avançou e mais uma vez as ondas estavam longe do épico que se viu no passado.

Os tubos que se viram na edição de 2011, quando John John Florence, Jordy Smith e Julian Wilson elevaram o surf do circuito de qualificação ao mais alto nível são hoje uma memória do passado mas, mesmo assim, houve alguns bons momentos.

Tomás Fernandes estava no heat 20 da segunda fase e tinha como adversários dois surfistas com experiência no Championship Tour, Davey Cathels e Yadin Nicol e ainda o talento da Costa Rica, Noe Mar McGonagle. Davey foi o grande destaque da bateria, mostrando que merece estar na elite do surf mundial, deixando todos em combinação. Tomás esteve sempre bem na disputa pelo segundo lugar contra o australiano Yadin Nicol, com Noe Mar também por perto. No fim valeu a Yadin a nota de 6.27 que fez na penúltima onda, que acabou por lhe dar a qualificação e deixou Fernandes em 3º lugar.

Estava garantido pelo menos um surfista português no round 3 pois os três surfistas ainda em prova calharam no mesmo heat, o 20º desta fase. O adversário de Marlon Lipke, Frederico Morais e Zé Ferreira era o tahitiano Mateia Hiquily e à primeira vista Mateia parecia uma carta fora do baralho pois estava com dificuldade em se posicionar e quando apanhou ondas não mostrou o backside agressivo que se viu no passado. Entretanto Zé e Marlon foram muito activos no início, apesar de apenas Lipke ter feito uma nota sólida, um 5.33 graças a duas “biscas” de backside. Morais demorou a arrancar mas mostrou o surf mais dinâmico do heat, com boas pauladas no lip e reentries em secções pesadas, passando assim para a frente. Parecia que a disputa pelo segundo lugar seria entre os outros dois portugueses mas Hiquily, que já tinha um back up sólido graças a uma direita com três manobras, encontrou um tubo, que mesmo só dando a nota de 5.33 no fim chegou para ficar com uma vantagem de 0.16 para Lipke, e 0.26 para Ferreira.

A prova avançou bastante pelo round 3 mas parou no heat 10, deixando Frederico Morais à espera do dia seguinte para competir novamente. Acompanha a evolução desta prova em directo AQUI!

Round 3
Heat 20 | Frederico Morais x Luel Felipe x Leonardo Fioravanti x Maxime Huscenot

Comentários

Os comentários estão fechados.