O quarto dia do EDP Billabong Pro Ericeira, prova QS 10.000 realizada em Ribeira D’Ilhas, na Ericeira, teve muita acção desde cedo.

O primeiro heat do dia começou antes das 8 horas da manhã, e logo no segundo Frederico Morais era um dos dois competidores a avançar para ao round 3. Muitos dos surfista do top20 foram caindo ao longo dos dias de prova, o que deixou o português numa excelente situação para continuar a “escalar” o ranking.

Ao garantir uma vaga no round de 24 Morais garantiu 2.200 pontos, mas os resultados que realmente lhe interessavam estavam nas fases man-on-man, os 3.700 pontos do 9º lugar ou os 5.200 do 5º lugar, uma posição que o deixaria praticamente garantido no Championship Tour de 2020, ficando ainda com 1.050 pontos para substituir nas provas havaianas.

Kikas tinha como adversários Connor O’Leary e Alejo Muniz, dois surfistas também com muita experiência no CT. O português foi o primeiro a pontuar, com uma onda de 5 pontos mas Alejo, pouco depois, conseguiu atacar mais o lip na sua primeira e recebeu 6.17. Enquanto isso O’Leary gastou a sua primeira prioridade numa onda muito fraca, pontuando baixo. Frederico passou temporariamente passa segundo lugar quando Conner fez a sua primeira onda, uma longa direita cheia de manobras, recebendo 7.17. Logo na onda seguinte Morais fez uma série de rasgadas para receber 5.33 e passar para primeiro e logo de seguida, depois de perceber que não iria ficar com uma das duas primeiras prioridades, apanhou outra onda a caminho do outside com um pouco mais de parede, para receber 6.27 e deixar Muniz a precisar de 5.44.

Entretanto Connor O’Leary apanhou outra onda sólida e passou para primeiro enquanto que Alejo apanhou uma onda que fechou, deixando a situação como estava, com um português no oitavos de final man-on-man. O próximo adversário de Frederico Morais será Stuart Kennedy, no heat 5 do round 5!

Acompanha a evolução desta prova em directo AQUI!

Comentários