Depois de um dia sólido de acção na Barrinha, o Oi Rio Pro voltou a esse pico para terminar a prova nas famosas direitas.

A prova começou com a prova feminina, que teve como grande surpresa a eliminação de Silvana Lima perante Keely Andrew nos quartos de final, enquanto que Sally Fitzgibbons, Carissa Moore e Stephanie Gilmore também avançaram para as meias finais.

Seguiram-se os quartos de final masculinos, que começaram com a vitória de Filipe Toledo sobre Kanoa Igarashi numa bateria de notas baixas. Logo de seguida acontecia o confronto mais esperado tanto para os fãs australianos como os portugueses, Julian Wilson, o último aussie em prova, e Frederico Morais.

Kikas e “Jules” abriram o heat com notas iguais, de 3.83 mas logo de seguida o português apanhou duas ondas e com um bom combo numa e um bom tubo noutra fez um total de 12 pontos, o que lhe deu a liderança. Pouco depois Frederico ficou com a prioridade enquanto que Wilson apanhava tudo o que se mexia para tentar fazer o requisito de 8.17 pontos com aéreos abusados.

A quatro minutos do fim Frederico usou a sua prioridade numa onda com potencial mas, depois de algumas manobras fortes, caiu na finalização, apenas substituindo o seu back up, de 5 pontos, para 6.17, o que deixou Julian a precisar de uma nota de 9.34. O australiano conseguiu capitalizar na onda seguinte e com um grande aéreo recebeu 8 pontos e baixou o requisito para 5.17. A situação não mudou mais e Frederico Morais avançou para as meias finais, garantindo assim o segundo melhor resultado da sua carreira! O seu próximo adversário será Filipe Toledo, no primeiro heat das meias finais.

A bateria seguinte seria mais um confronto de gigantes, John John Florence contra Jordy Smith mas o líder do ranking lesionou-se no dia anterior, o que ofereceu ao sul africano uma vaga nas meias finais.

Acompanha a evolução desta prova em directo AQUI!

Comentários