As ondas continuaram a melhorar depois da vitória de Frederico Morais nos oitavos de final do Azores Airlines Pro, prova QS 6.000, realizada na Praia de Santa Bárbara, São Miguel, Açores.

Os tubos começaram a aparecer e Gatien Delahaye foi dos primeiros a aproveitar bem, vencendo o heat com um tubo para a direita, garantindo assim uma nota de 9.67, para eliminar Samuel Pupo, que também fez um bom tubo de 8 pontos. Na bateria seguinte Joshua Moniz deve ter achado que estava no Backdoor do North Shore do Havai, fazendo um tubo para a direita para receber 10 pontos e eliminar Reef Heazlewood com combinação.

Também Vasco Ribeiro fez um tubo mas não conseguiu apanhar secções tão profundas, o que baixou a sua pontuação. De backside Vasco também mostrou bom surf mas Miguel Pupo conseguiu encaixar grandes carves para a esquerda para vencer o heat por uma vantagem que não contou bem a história do heat. Ribeiro foi eliminado a precisar de apenas 5.44 pontos, saindo dos Açores com um 9º lugar.

Pouco depois Frederico Morais estava novamente na água, na sua revanche contra Jake Marshall, o seu “carrasco” na prova de Pantin. Desta vez o português não deu qualquer hipótese ao norte-americano, abrindo a bateria duas esquerdas com grandes pauladas e snaps de backside. Desta vez Jake teve dificuldades em chegar aos 5 pontos e perto do fim da bateria precisava de uma nota de 8.24. Numa direita Marshall deu um grande aéreo reverse para a direita, recebendo uma nota de 7.1 e baixando o requisito para 6.56 pontos. Felizmente, para Morais, a situação não mudou e o português avançou para as meias finais, garantindo pelo menos 3.550 pontos no ranking. O seu próximo adversário será o francês Gatien Delahaye, na primeira meia final.

Acompanha a evolução do Azores Airlines Pro em directo AQUI!

 

Comentários