Com o fim do round 3, o Hurley Pro ainda entrou no round 4, uma fase não eliminatória onde se encontrava Frederico Morais. O português garantia logo aí, no mínimo, 4.000 pontos no ranking, uma pontuação que lhe permite continuar a escalar no ranking.

Mas antes do seu heat contra Jordy Smith e Adrian Buchan, ainda se realizou um grande confronto entre Adriano de Souza, Jadson André e Sebastian Zietz. Adriano começou a ganhar ritmo e fez o seu melhor heat da prova, levando a vitória apesar da forte oposição de Jadson.

No heat seguinte a liderança mudou várias vezes e inicialmente era o líder do ranking, Jordy Smith, quem liderava a bateria. Depois foi Adrian que passou para a frente com notas de 7.27 e 8.4. No entanto na onda seguinte Frederico Morais mostrou uma boa variedade de manobras, entre rasgadas, tail slides e batidas, e juntou uma nota de 7.27 ao seu 8.5, passando para o primeiro lugar.

Na troca de ondas seguinte Adrian surfou muito bem de backside e passou para a liderança com uma nota de 7.7 mas Frederico ia na onda seguinte e com apenas 3 manobras “facturou” uma nota de 8.6 e regressou ao primeiro lugar. Nos últimos minutos entraram vários sets e todos os competidores tiveram oportunidades de melhorar as suas posições. Jordy recebeu 8.6 a precisar de 9.4, Morais fez 8.57 e melhorou a sua posição e Adrian fez 7.6, menos um ponto do que precisava.

Com o resultado Frederico garantiu uma vaga nos quartos de final e uma pontuação que o coloca muito perto da liderança na disputa pelo título de rookie do ano!

Acompanha toda a acção AQUI!

Comentários

Deixe uma resposta