Frederico Morais eliminado por Kelly Slater no round 3 do Quiksilver Pro Gold Coast

publicado há 1 mês por 1

FREDERICO-MORAI-ELIMINADO-EM-SNAPPER

Pelo terceiro dia consecutivo o Quiksilver Pro Gold Coast foi à água e mais uma vez as condições estavam perto do que se pode considerar perfeito.

O primeiro heat do dia foi um grande confronto entre dois dos melhores australianos da actualidade, Mick Fanning e Owen Wright. Ao fim de poucas ondas ambos estavam com duas notas fortes, dando uma média de 15.1 para Owen e 15 para Mick. A 3 minutos do fim, Fanning encheu uma onda de manobras mais uma vez mas a fasquia era alta e acabou por ficar abaixo do que precisava, sendo eliminado.

Julian Wilson era o claro favorito na bateria seguinte, em que defrontava o rookie Connor O’Leary, mas foi o goofy quem começou melhor, com uma nota de 7.33. A meio do heat Julian começou e “carborar”, mas Conner passou para a frente a poucos minutos do fim. Infelizmente, para Wilson, não apareceu mais qualquer onda com potencial e foi eliminado.

Entretanto começou o heat mais esperado para o público português, Frederico Morais contra Kelly Slater. O 11x campeão mundo abriu a bateria com três rasgadas fortes, recebendo a nota de 4.33. Kikas esperou mais algum tempo pela sua primeira onda e quando ela apareceu surfou-a com o seu power tradicional. Slater apanhou a onda seguinte e conseguiu surfá-la um pouco mais down the line e isso jogou a seu favor pois recebeu a nota de 6.57 contra 5.17 de Morais e chegou mais cedo ao jet ski, o que acabou por lhe garantir a prioridade. Kelly “ganhou” também a próxima troca de ondas, já que a sua tinha mais secções verticais, deixando o português a precisar de uma onda de 7.73.

A onda seguinte de KS era perfeita e o floridiano deu alguns tubos e carves, mas não a surfou ao máximo do seu potencial e “apenas” recebeu 8.33. Quando apanhou a sua próximo onda, Morais precisava de 9.73 e surfou-a bem, mas faltava-lhe tamanho para fazer a nota toda e o tempo acabou antes de chegar novamente ao pico. Frederico Morais seria assim eliminado, sainda da Gold Coast em direcção a Margaret River com um 13º lugar.

A prova continuou e ainda na terceira fase o grande destaque foi Gabriel Medina que, mesmo lesionado, fez o melhor surf do campeonato até aí, “detonando” o seu amigo Ian Gouveia com uma combinação de 19 pontos.

No round 4 foi novamente Connor O’Leary quem surpreendeu, vencendo a sua bateria contra Owen Wright e Jordy Smith e garantindo uma presença nos quartos de final no seu evento de estreia. Também Matt Wilkinson, John John Florence e Gabriel Medina venceram, enquanto que Joel Parkinson, Ítalo Ferreira, Owen Wright e Kelly Slater tiveram de vencer no round 5 para marcar presença nos quartos de final.

Acompanha o próximo dia de prova em directo AQUI!

Heats dos quartos de final
QF 1: Matt Wilkinson (AUS) vs. Joel Parkinson (AUS)
QF 2: John John Florence (HAW) vs. Italo Ferreira (BRA)
QF 3: Connor O’Leary (AUS) vs. Owen Wright (AUS)
QF 4: Gabriel Medina (BRA) vs. Kelly Slater (USA)

Comentários

  1. Pedro diz:

    Boa noite. Acho injusto o que se passou, se bem que também se possam considerar erros do Kikas. 1º ao “ter deixado” o adversário + ativo no início da bateria (apanhar a 1ª onda), e 2º não surfar a onda até + longe (por opção ou falta de potencial da mesma?!).
    A regra dos jetskis como é, cada 1 dos 2 fica destinado a um surfista, ou quando pedem a boleia, vem o que estiver + perto?)
    A próxima etapa é em Margaret River, Bells Beach será a 3ª.