Depois de um lay day o Corona Open J-Bay voltou à água, inicialmente com o mar mais “mexido”, que foi limpando na horas seguintes.

Primeira na água estava Jordy Smith e Soli Bailey, um confronto vencido pelo sul africano graças, em grande parte, a uma das poucas ondas excelentes do dia. A primeira surpresa do dia foi a eliminação do veterano Jeremy Flores para o goofy brasileiros Deivid Silva, com um par de notas abaixo dos 7 pontos. Logo na bateria seguinte mais um resultado surpreendente, quando Ezekiel Lau eliminou Julian Wilson. Depois de um início de ano muito fraco, Wilson parecia estar de volta aos grandes resultados mas Lau foi mais forte e seguiu para a fase seguinte.

Sebastian Zietz fez a melhor nota do dia, 9.07, com o melhor tubo do dia e algumas manobras fortes para bater Wade Carmichael. Só mais um surfista fez uma nota de 9 pontos, Kanoa Igarashi. O nipónico encheu uma longa onda de fortes manobras para receber 9.03 3 fechou a sua prestação com mais uma onda excelente, de 8.5 pontos, para fazer a melhor média do dia. Infelizmente o seu adversário era o único português em prova, Frederico Morais. Kikas surfou muito, acabando com uma média suficiente para vencer muitas das baterias deste dia mas Igarashi está de olho na disputa pelo título e é um sério candidato à vitória, deixando Morais em combinação. Mesmo assim “Freddy” sai da África do Sul com um 17º lugar, algo que, mais à frente, se surgirem mais resultados semelhantes ao que teve na etapa anterior, poderá ajudá-lo a conseguir a qualificação pelo Championship Tour.

Também em destaque esteve Ítalo Ferreira, que fez a melhor onda de backside do dia para bater Jack Freestone, e Kelly Slater, que não deixou Caio Ibelli fazer a “vingança” por ter recebido o wildcard para o ano todo.

Acompanha a evolução desta prova em directo AQUI!

Comentários