O dia 5 do período de espera do Hawaiian Pro, primeira etapa da Triple Crown of Surfing, trouxe as melhores ondas da prova até aí. Com sets de metro e meio e pouco vento as direita voltaram a ser dominantes, como seria de se esperar em Haleiwa, mas faltou consistência na ondulação.

O português Frederico Morais estava no heat 2 do round 3 e tinha como adversários Mateus Herdy, Jesse Mendes e Ramzi Boukhiam. Poucas ondas foram surfadas nesta bateria e o facto de Herdy ter começado muito forte acabou por jogar muito a seu favor. Morais apenas surfou 4 ondas e na última só precisava de 4.48 pontos para virar o heat. A poucos minutos do fim o surfista do Guincho apanhou uma onda com poucas secções e apear de ter soltado o tail em ambas as manobras os juízes não ficaram convencidos, pontuando 0.14 pontos abaixo do que precisava. Contas feitas “Freddy” era eliminado por muito pouco por Mateus e Jesse, enquanto que Ramzi ficou em quarto lugar.

O destaque do dia foi o havaiano Barron Mamiya, que surfou um das poucas esquerdas do dia para dar um aéreo abusado e vencer, deixando Filipe Toledo em segundo lugar. Também Peterson Crisanto e Seth Moniz fizeram ondas incríveis para vencer os seus heats antes da prova ser interrompida devido ao vento, que estava deteriorar muito as condições.

Por realizar ficaram oito heats desta fase, o que deixa probabilidades muito baixas de ver Miguel Blanco nesta prova já que este surfista só entraria se houvessem mais ausências.

Acompanha a evolução desta prova em directo AQUI!

Comentários