Frederico Morais e Carol Henrique vencem o Allianz Caparica Pro

publicado há 1 ano por 0

Frederico Morais, o campeão. Photo by Pedro Mestre / Liga MOCHE
Frederico Morais, o campeão. Photo by Pedro Mestre / Liga MOCHE

A decisão de avançar o máximo possível no dia 2 do Allianz Caparica Pro provou ter sido a melhor logo à chegada à praia no último dia. As ondas mantinham algum tamanho mas o forte vento on-shore tinha afectado bastante as condições, que estavam bastante mais deterioradas.

Mesmo assim havia ondas bastante boas para fazer os quatro heats que faltavam para “fechar” este evento. Zé Ferreira e Frederico Morais estavam na água às 7:30 da manhã e a bateria prometia ser bastante acesa. Morais era o claro favorito, tendo feito todas as finais em 3 anos de etapas na Caparica, o que resultou em duas vitórias. Mas o surf de Zé Ferreira tem “algo a dizer” e tinha do seu lado a “fome de vencer” a sua primeira etapa, o que poderia jogar a seu favor. No entanto, com um surf de backside muito afiado, Morais conseguiu a vitória com notas de 7 e 8, garantindo assim a sua quarta final consecutiva na Caparica.

Na bateria seguinte Gony Zubizarreta usou a sua prancha inspirada numa pintura “clássica” do power surfer australiano Matt Hoy, para conseguir chegar a mais uma final. Filipe Jervis, apesar de ter surfado muito bem uma esquerda, não conseguiu encontrar as “rampas” que lhe deram uma das mais impressionates vitórias no dia anterior, e foi eliminado enquanto que Gony garantia mais uma final.

LMocheFilipe

Filipe Jervis surfou bem nas meias finais mas foi parado por Gony Zubizarreta. Photo by Pedro Mestre / Liga MOCHE

Seguiu-se a final feminina, que defrontava a melhor surfista portuguesa da actualidade, Teresa Bonvalot, e a surfista mais em forma do evento, Carol Henrique. Teresa foi quem começou melhor, com uma direita com duas manobras fortes que lhe deram a nota de 6.25. Mas Carol não parou de “atacar” e fez 6 pontos na sua última onda, garantindo assim a sua primeira vitória na Liga.

LMocheCarol

Carol Henrique foi a merecida vencedora desta etapa. Photo by Pedro Mestre / Liga MOCHE

A final masculina prometia ser muito equilibrada e assim o foi, pelo menos até Frederico Morais fazer duas ondas excelentes consecutivas. Com um par de notas 8, “Kikas” deixou Gony a precisar de uma nota muito alta, algo que o galego não conseguiu fazer. E assim Frederico Morais abriu a sua campanha neste circuito com uma grande vitória, ficando de olho na revalidação do título.

Frederico Morais cravou o rail para vencer a sua primeira etapa do ano. Photo by Pedro Mestre / Liga MOCHE

Frederico Morais cravou o rail para vencer a sua primeira etapa do ano. Photo by Pedro Mestre / Liga MOCHE

A próxima etapa da Liga MOCHE será o Sumol Porto Pro, que será realizado entre 13 e 15 de Maio.

Comentários