Depois de alguns dias de espera, Frederico Morais finalmente se estreou na segunda etapa do tour de 2018, o Rip Curl Pro Bells Beach. Depois de uma prestação muito forte em 2017, onde bateu surfistas como Gabriel Medina, Miguel Pupo, Sebastian Zietz e Owen Wright a caminho de uma presença nos quartos de final, esperava-se mais uma grande presença.

O dia anterior viu 8 dos 12 heats do round 1 a serem realizados, o que deixou o português no primeiro heat deste quarto dia de prova, frente a dois fortíssimos regulares, Kolohe Andino e Willian Cardoso. A primeira onda do heat foi de Frederico, uma onda de set mas que apenas lhe permitiu uma rasgada, um snap e um reentry, pontuando menos de 3 pontos. Foi Cardoso quem poderia ter feito a primeira nota boa do heat, mas depois de um floater no outside e umas rasgadas, não capitalizou na secção do inside, pontuando apenas 4.67.

Depois foi a vez de Andino fazer uma onda mais completa, pontuando um 4.8 enquanto que Morais esperava por uma que “abraçasse” bem o reef de Bells. A sua onda seguinte era um pouco pequena para este dia e apesar de ter acabado com um snap layback no lip, apenas recebeu 5.33, o que o deixou a precisar de uma nota de 4.88 para alcançar o líder, Willian.

Debaixo da prioridade dos seus adversários Cardoso melhorou a sua posição com um grande snap no outside e mais algumas manobras fortes. Andino veio na onda seguinte e pontuou 6.83 e passou para a frente e Morais apanhou a terceira onda e apesar de a ter surfado muito bem, com um snap no lip na primeira secção e alguns carves, a onda era mais pequena e a finalização não foi concretizada. No final Kikas precisava de apenas de uma nota de 6.33 mas não surgiu mais qualquer onda com potencial e a situação não mudou.

Acompanha a evolução desta prova em directo AQUI!

Comentários