Ao quarto dia a etapa do Championship Tour de Jeffreys finalmente arrancou, e as ondas estavam ao nível se esperava. No terceiro heat do dia só se falava português já que defrontava dois surfistas brasileiros, Adriano de Souza e Jadson André, e o português Frederico Morais.

Kikas foi o primeira a fazer uma onda mas ao fim de algumas manobras a secção “fugiu” e o luso saiu. O terceiro a fazer uma onda foi Adriano mas aproveitou-a bem. O ex-campeão do mundo apanhou a que seria a melhor onda do heat e, com 3 tubos, abriu com 7.5 pontos, o que lhe permitiu gerir a liderança até ao fim.

Muitas ondas foram surfadas até aos 5 minutos finais, mas quase todas dos 5 pontos para baixo. Jadson ameaçou roubar o primeiro lugar com grandes batidas e rasgadas de backside e perto do fim deu um longo tubo, mas não saiu pela “boca” e acabou por ser penalizado por isso.

Perto do fim do heat Morais finalmente apanhou uma onda com potencial e mesmo sem ter dado qualquer tubo fez o melhor surf do heat. Frederico fez vários carves e, no fim, batidões a projectar muita água para o ar. A nota de 7.93 que recebeu teria sido suficiente para passar para a liderança caso De Souza não tivesse apanhado a onda de trás e feito o suficiente para aumentar o seu back up para 6.5.

Nos minutos finais “Freddy” ainda apanhou uma onda e fez várias manobras fortes mas desistiu dela quando acabaram as secções verticais. A precisar de apenas 5.9 os júris não viram potencial para dar mais que 5.8, ficando a 0.1 da qualificação directa para o round 3. O português terá agora uma nova oportunidade de mostrar o que vale no round 2, contra um adversário que ainda não foi revelado.

Acompanha a evolução  desta prova em directo AQUI!

Comentários

Deixar uma resposta