O Oi Rio Pro, quarta etapa do Championship Tour de 2017, arrancou logo no primeiro dia como previsto. Poucas horas antes do início do evento Kelly Slater anunciou a sua retirada do evento, o que mudou o seeding e passou Frederico Morais para o heat 7 da fase.

As ondas rondavam o metro e meio com as direitas também a serem um factor, algo que não se esperava tanto para este dia. No primeiro heat aconteceu a primeira supresa, a derrota de Gabriel Medina, e Ezekiel Lau, para Nat Young. Outra revelação foi a derrota de Owen Wright e Leonardo Fioravanti para Jeremy Flores enquanto que o substituto de Slater, Bino Lopes, perdeu a bateria contra Jordy Smith na última onda do sul-africano.

As ondas estavam boas quando Frederico Morais entrou na água no seu heat contra Ethan Ewing e Filipe Toledo, apesar de serem um pouco afectadas pelo backwash. Toledo começou o heat com uma onda que poderia ter dado uma nota excelente, com um snap a soltar a prancha toda e um aéreo altíssimo que ficou muito perto de ser completado. Na sua segunda onda, Filipe fez cerca de 9 manobras mas a onda era “mole” e só a primeira foi forte, o que justificou a nota de 5.73. A meio do heat Ewing fez uma esquerda com algumas batidas e snaps para conseguir a uma nota de 6.57 enquanto que Toledo continuava a aumentar a vantagem com uma onda de 6.67.

Foi na sua terceira onda que Frederico finalmente conseguiu fazer algumas manobras fortes, apesar de ter encontrado alguma dificuldade em sair do bottom com velocidade. A sua onda saiu com a nota de 4.03, o que o deixaria bem ao alcance do primeiro lugar caso Filipe não tivesse surfado mais uma onda e pontuado 7.33. Mesmo assim, a menos de 10 minutos do fim, Morais precisar de uma nota de 9.97. O brasileiro continuou a “disparar”, pontuando 8.93 na onda seguinte o que deixou Ethan a precisar de 9.69 e Frederico numa combinação de 16.27 pontos.

Apesar de algumas ondas terem sido surfadas ainda, pouco mudou nos minutos finais e o português caiu para a repescagem, onde terá outra oportunidade de passar para o round 3. Acompanha tudo em directo AQUI!

Com o fim do round 1 masculino, a prova passou para a versão feminina do evento. Logo na primeira bateria Sage Erickson trocou as voltas a Carissa Moore, que por sua vez apenas surfou uma onda e acabou relegada ao round 2 juntamente com Laura Enever. Também Tyler Wright era surprendida, por Coco Ho e Bianca Buitendag, e caiu para a repescagem. O destaque do dia foi Johanne Defay que, com um par de notas 8 fez a melhor média do dia.

Heats do round 2
Heat 1: Kolohe Andino (USA) vs. Yago Dora (BRA)
Heat 2: Owen Wright (AUS) vs. Bino Lopes (BRA)
Heat 3: Gabriel Medina (BRA) vs. Jesse Mendes (BRA)
Heat 4: Matt Wilkinson (AUS) vs. Leonardo Fioravanti (ITA)
Heat 5: Michel Bourez (PYF) vs. Jadson Andre (BRA)
Heat 6: Sebastian Zietz (HAW) vs. Ethan Ewing (AUS)
Heat 7: Caio Ibelli (BRA) vs. Joan Duru (FRA)
Heat 8: Conner Coffin (USA) vs. Bede Durbidge (AUS)
Heat 9: Connor O’Leary (AUS) vs. Stuart Kennedy (AUS)
Heat 10: Adrian Buchan (AUS) vs. Miguel Pupo (BRA)
Heat 11: Frederico Morais (PRT) vs. Jack Freestone (AUS)
Heat 12: Ezekiel Lau (HAW) vs. Wiggolly Dantas (BRA)

Oi Rio Women’s Pro
Heat 1: Tatiana Weston-Webb (HAW) vs. Laura Enever (AUS)
Heat 2: Nikki Van Dijk (AUS) vs. Bronte Macaulay (AUS)
Heat 3: Tyler Wright (AUS) vs. Taina Hinckel (BRA)
Heat 4: Carissa Moore (HAW) vs. Bianca Buitendag (ZAF)
Heat 5: Lakey Peterson (USA) vs. Pauline Ado (FRA)
Heat 6: Keely Andrew (AUS) vs. Silvana Lima (BRA)

Comentários

Os comentários estão fechados.