As ondas apresentaram-se semelhantes às do dia anterior no Azores Airlines Pro, com boas condições e um nível muito alto na água desde cedo nesta prova de 6.000 pontos a contar para o ranking QS.

Frederico Morais, fresco de um resultado histórico para o nosso país, estreou-se neste evento na segunda bateria do dia, a sexta do round 2, contra Wiggolly Dantas, Hiroto Arai e Matheus Navarro. Apesar de ter adversários muito fortes, o “internacional português” dominou o heat com facilidade, abrindo a bateria com a que seria a melhor nota entre os 4 competidores, 7 pontos numa direita com um forte combo de três manobras. Rapidamente fez um bom back up para a esquerda, e garantiu a vitória e vaga na fase seguinte. Durante quase toda a bateria Navarro, a surfar bem soltinho, esteve em segundo lugar mas na sua penúltima onda, uma direita com três bons snaps, Wiggolly garantiu a segunda vaga de qualificação, deixando Matheus em 3º e Hiroto em 4º.

Na bateria seguinte estava o wildcard local, Jácome Correia, que mostrou bom surf e esteve sempre na disputa pelo segundo lugar. Timothee Bisso dominou o heat, como Ruben Vitoria em segundo durante a maior parte do heat. Perto do fim Correia apanhou uma direita com potencial e surfou-a bem, mas para receber o requisito precisava de ter sido um pouco mais explosivo, acabando assim em 3º lugar a precisar de menos de 4 pontos para segundo, enquanto que Colt Ward ficou em 4º lugar.

Poucas horas depois Afonso Antunes entrava no seu segundo heat da prova, contra Matt Banting, Marco Mignot e Samuel Souza. Foi uma bateria com muitas ondas surfadas, especialmente por Mignot, que apanhou 17. Banting, que já tem um pé no Championship Tour de 2020, surfou com um pouco mais de ritmo e venceu enquanto que Afonso abriu logo com uma nota sólida, graças a três manobras fortes para a direita, carimbando o seu passaporte para o round 3 com back ups na casa dos 4 pontos, o que deixa um resultado muito expressivo nesta prova bem ao seu alcance.

Mais um luso encontra-se ainda nesta fase, Vasco Ribeiro, no 23º heat da fase, uma bateria que possivelmente não se realiza hoje.

Acompanha a evolução do Azores Airlines Pro em directo AQUI!

Heats com portugueses
Round 3
Heat 23 | Luel Felipe x Tomas Hermes x Shun Murakami x Vasco Ribeiro

Round 3
Heat 3 | Jake Marshall x Frederico Morais x Ruben Vitoria x Jack Robinson
Heat 5 | Carlos Munoz x Maxime Huscenot x Alonso Correa x Afonso Antunes

Comentários