No oitavo dia do Corona Bali Protected, terceira etapa do Championship Tour de 2019, mais alguns top10 do circuito caíram, o que deixa muito em aberto na disputa pelo título mundial.

As ondas já chegavam aos dois metros e apesar da perfeição não eram fáceis de surf e mesmo os melhores surfistas do planeta encontraram fortes dificuldades em fazer notas altas. A prova começou com um bom confronto entre Gabriel Medina e Leonardo Fioravanti e mesmo com alguns erros para ambos os lados foi o italiano que pontuou mais forte, graças a uma série de manobras fortes numa onda do set, o que lhe garantiu a vitória. Por diversas vezes Medina voou alto e caso tivesse sido bem sucedido na aterragem teria virado o resultado, mas isso não aconteceu e mais um candidato à liderança do circuito foi eliminado.

Também o número 3 do ranking, Jordy Smith, não conseguiu passar do round de 32. O sul africano estava em grande forma, surfando com power e velocidade mas na sua penúltima onda Jesse Mendes atacou bem o lip e foi compensado com a nota que precisava para seguir em frente.

As surpresas continuaram no round de 16 onde, logo na primeira bateria, Michael Rodrigues eliminou Julian Wilson. O destaque da fase foi claramente Wade Carmichael que, com grandes carves, fez uma média que só seria superada por Filipe Toledo e Kanoa Igarashi.

No início da fase três surfistas tinham hipóteses matemáticas de superar John John Florence no ranking e chegar à etapa seguinte com a lycra amarela, Filipe Toledo, que apenas precisava de chegar à final para passar para a frente, e ainda Kolohe Andino e Conner Coffin, que precisavam de vencer. Conner e Kolohe competiram no mesmo heat, uma bateria vencida por Andino, o que reduziu os candidatos à liderança a apenas dois nomes.

Acompanha a evolução desta prova em directo AQUI!

 

Comentários