Ferreira e Pires em destaque no Billabong Cascais Pro | Dia 1

publicado há 2 anos por 0

CASCAIS-BILLABONG-PRO-DIA-1-2014

Como já era esperado o Billabong Cascais Pro, etapa Prime do circuito de qualificação, começou na Praia do Guincho. Mas não foi um “arranque” fácil pois alguns minutos depois do primeiro heat entrar na água chegou o nevoeiro, que obrigou a prova a ficar “on hold” por cerca de uma hora.

Quando o nevoeiro levantou foi o heat 2 que entrou para a água e só depois de terminar é que o primeiro heat recomeçou. Zé Ferreira não tinha feito grandes ondas nos primeiros minutos mas quando voltou à agua o ânimo era outro. Apesar de ter adversários de peso, Damien Hobgood, Wade Carmichel e Adriano de Souza, o local do Guincho mostrou que merece estar ao lado deles, e com uma onda para a direita com um forte carve seguido de uma paulada a soltar o tail garantiu a sua primeira nota forte, um 8,17. A partir daí só ficou a precisar de um bom back up e foi o que tratou de fazer quando apanhou uma boa esquerda com várias manobras fortes, conseguindo a nota que precisava e garantindo assim a sua presença no round 2 atrás de De Souza.

Apesar da Praia do Guincho ser um local em que todos os competidores portugueses presentes nesta prova já passaram, este dia não favoreceu os locais. As ondas passavam por vezes os dois metros, quebrando muito fora e não num pico especifico, fazendo da escolha de ondas muitas vezes mais uma questão de sorte do que de conhecimento.

Tanto Frederico Morais como Vasco Ribeiro, Nicolau Von Rupp e Tomás Fernandes lutaram muito pela qualificação e ficaram perto (excepto no caso de Tomás), mas acabaram por ser eliminados logo no round 1. Marlon Lipke e Tiago Pires entraram no último heat dia e, ao contrário do que se esperava, as condições acertaram. Saca começou mal, tendo caído numa onda com muito potencial. Mas ao longo da bateria redimiu-se, surfando duas direitas na perfeição e conseguido notas sólidas e a vitória folgada. Marlon tinha tudo para passar em segundo lugar, ou mesmo rivalizar com Pires pelo primeiro, pois graças a uma onda bem aproveitada para a esquerda ficou a precisar apenas de 4,71 para passar, mas foi algo que não aconteceu e assim passou e perdeu mais um atleta luso.

Não foi só aos surfistas portugueses que este primeiro dia correu mal, pois foram muitos tops do WCT e ex-tops que caíram. As mais surpreendentes derrotas entre estes foram as de Mick Fanning, Taj Burrow, Kai Otton, Adrian Buchan e Miguel Pupo.

O Cascais Billabong Pro regressa amanhã a partir das 8 horas, acompanha tudo em directo AQUI!

Comentários