Num formato que lembra um campeonato de skate que de surf, a WSL despachou duas runs do Founders’ Cup of Surfing presented by Michelob ULTRA Pure Gold mais ou menos como tinha programado. Não se pode dizer que tudo correu exactamente como se esperava, já que a prova teve que parar por algum tempo por questões técnicas entre ondas de Joel Parkinson, mas esteve bastante lá perto.

Depois de uma boa primeira run, o nosso Frederico Morais tinha claramente espaço para melhorar. Na sua segunda esquerda, Kikas arriscou um pouco mais, fazendo manobras melhores mas, infelizmente, a sua última já foi na secção tubular, o que não lhe permitiu entrar no tubo do final da onda, um requisito obrigatório para fazer uma nota alta. Na direita o surfista de Cascais melhorou a sua nota e deu um dos tubos mais longos do dia, mas faltou conseguir seguir para a secção final e a sua nota ficou pelo 6.77. Contas feitas a equipa Europeia acabou o dia em 5º lugar, mas apenas precisa de as suas notas em 3.22 pontos para entrar no top3.

A equipa brasileira esteve muito bem a nível individual, já que Filipe Toledo “quebrou tudo” e teve uma nota 10 numa direita, Gabriel Medina fez parecido e acabou a sua onda com um rodeo e Silvana Lima também surfou forte, aprovando a sua dimensão para andar muito tempo dentro do tubo. Apesar disso a equipa encontra-se em 4º lugar pois Taina Hinkel e Adriano de Souza têm notas baixas a contar, muito baixas no caso de Taina, e se conseguirem melhorar substancialmente na ronda 3 poderão passar para a frente.

 

 

Na liderança está a equipa dos EUA, que tem sido a mais consistente, excepto se falarmos de John John Florance. O bicampeão mundial caiu bastante, pontuando abaixo do que se espera dele e já fica com pouca margem de erro para melhorar a sua situação, ficando apenas com uma run para melhorar duas notas. Kolohe, Lakey, Carissa e, especialmente, Kelly, surfaram muito e a equipa é a principal candidata à vitória.

As equipas da Austrália e Mundo estão em segundo e terceiro lugares, com uma diferença de pontos muito pequena mas posições sólidas. Apesar de algumas equipa estarem bem “lançadas”, o que é certo é que só contam duas notas e a próxima run poderá mudar tudo. Acompanha esta prova em directo AQUI!

Horários do segundo dia de prova (domingo, dia 6 de Maio de 2018):

Team Europa – 5:30 PM
Jeremy Flores
Leonardo Fioravanti
Frederico Morais
Johanne Defay
Frankie Harrer

Team Brasil – 6:10 PM
Silvana Lima
Taina Hinckel
Adriano de Souza
Gabriel Medina
Filipe Toledo

Team Mundo – 6:50 PM
Michel Bourez
Kanoa Igarashi
Bianca Buitendag
Paige Hareb
Jordy Smith

Team Austrália –  7:30 PM
Tyler Wright
Stephanie Gilmore
Joel Parkinson
Matt Wilkinson
Mick Fanning

Team EUA – 8:10 PM
Kolohe Andino
Carissa Moore
John John Florence
Lakey Peterson
Kelly Slater

Comentários

Os comentários estão fechados.