A praia de Ribeira D’Ilhas, na Ericeira, é conhecida por ser o berço do surf competitivo no nosso país, tendo recebido a primeira prova nacional de surf e muitos dos maiores eventos da ASP (actual WSL) ao longo dos anos. Esta praia já sagrou campeões nacionais, Europeus e mundiais e em 2011, o último ano em que contou para o circuito QS, teve como destaques nas fases finais alguns dos nomes que muito em breve iriam dominar o circuito mundial, Julian Wilson, Gabriel Medina e John John Florence.

Este local é autêntico anfiteatro natural para eventos de surf e em 2018 volta a receber um dos campeonatos mais importantes da Europa, o EDP Billabong Pro Ericiera, etapa QS 10.000. Será entre 24 e 30 de Setembro e substituirá a etapa de Cascais…

Press release:

É internacionalmente reconhecida, não só por ser a única reserva Mundial de surf da europa, mas também pelas condições irrefutáveis para a prática da modalidade: a Ericeira e, mais especificamente, a praia de Ribeira D’Ilhas. Será este o novo palco da prova de qualificação de categoria máxima, 10.000 pontos, da World Surf League (WSL). O EDP Billabong Pro Ericeira prevê a participação de cerca de 80% dos atletas do circuito mundial (CT) e dará, para muitos, o pontapé de saída da perna europeia.

O regresso do evento à vila da Ericeira é um dos primeiros passos que a Câmara Municipal de Mafra e o Turismo de Portugal iniciam em conjunto com o objetivo de recolocar a Ericeira no panorama internacional do Surf mundial.

“Receber, na Ericeira, a principal etapa europeia de qualificação para o Campeonato Mundial de Surf traduz o reconhecimento do património singular que são as ondas da Reserva Mundial de Surf, única na Europa, e também da qualidade do destino, contribuindo para a sua notoriedade e internacionalização. É com este propósito que damos as boas-vindas, à Vila da Ericeira, aos melhores surfistas do mundo, participantes no EDP BILLABONG PRO ERICEIRA QS/10,000” afirma Hélder Sousa Silva, Presidente da Câmara Municipal de Mafra.

No ano que celebra o décimo aniversário do circuito mundial em Portugal, Francisco Spinola, representante da WSL em Portugal sublinha a riqueza da costa portuguesa: “Há 10 anos, quando começámos a “desvendar” um pouco das condições do mar e da qualidade das ondas de Portugal, os surfistas da elite ficaram rendidos. Hoje em dia, conhecem não só esses locais como os diferentes tipos de onda que a nossa costa oferece em poucos quilómetros de distância. A Ericeira tem no seu ADN o potencial de onda de qualidade máxima e é isso que procuramos oferecer numa prova do circuito qualificação de categoria 10.000, onde os surfistas têm um nível de exigência e capacidades de performance muito acima da média. Ficamos muito contentes com a oportunidade de poder apresentar a Ericeira como local eleito para este ano.”

De forma a assegurar que o impacto da prova na Natureza é reduzido, a organização está comprometida em fazer deste um evento “green”, centrado na sustentabilidade ambiental, onde, para além da não utilização de combustíveis fósseis, existe o objetivo de ser também “plastic free”.

Já do ponto de vista desportivo, depois de ter recebido os melhores surfistas júnior do mundo em 2014 e 2015, onde foram coroados quatro campões do Mundo, a praia de Ribeira D’Ilhas surge agora, então, como palco de uma etapa de categoria máxima (10.000) pontos do circuito de qualificação da WSL, sendo não só esperada a participação de grande parte dos surfistas do circuito mundial como também daqueles que, ao longo do ano e até aquele momento do calendário, têm sido os melhores do mundo no circuito de qualificação. A disputa por um lugar entre a elite mundial em 2019 passará seguramente pelo EDP Billabong Pro Ericeira, até por ser esta a única prova desta categoria na Europa.

Assim, os melhores surfistas do Mundo têm encontro marcado, entre os dias 24 e 30 de Setembro, na praia de Ribeira D’Ilhas na Ericeira, para o EDP Billabong Pro Ericeira.”

 

Comentários

Os comentários estão fechados.