Domínio europeu com vitória de Huscenot em Lacanau

publicado há 2 anos por 0

Pedro Henrique acabou o Sooruz Lacanau Pro em 9º lugar.
Pedro Henrique acabou o Sooruz Lacanau Pro em 9º lugar.

Pedro Henrique foi o melhor classificado (9º) logo seguido de Zé Ferreira (17º).

O último dia do Sooruz Lacanau Pro 2015 foi sem dúvida nenhuma o melhor dia de competição no que diz respeito a ondas e surf, já que nos dias anteriores as ondas de meio metro e com pouca força dificultaram a vida de todos os surfistas.

Em prova restavam apenas dois portugueses, Pedro Henrique e Zé Ferreira. O primeiro a entrar foi Pedro Henrique no heat 5 do round 5. Com ondas com um metro sólido e com as esquerdas com mais potencial de scores excelentes que as direitas, os goofies esfregavam as mãos por poderem surfar de frontside depois de vários dias a surfar (maioritariamente) de backside.

Henrique não vacilou e depois de abrir com uma nota média de 4.67 apanhou uma ondas perto do final onde depois de um check turn e uma rasgada, deu um pequeno tubo e terminou com um aéreo 180 para receber um 5.97 e garantir a passagem para o round seguinte, juntamente com o sul-africano Slade Prestwich.

Já na água para o heat seguinte estava Ferreira, o último representante luso em prova. Zé começou o heat para a direita onde encaixou uma primeira paulada a tirar o tail e depois  de rasgar para entrar na secção do inside, deu uma paulada rápida para encaixar um reentry mas que acabou por não completar, recebendo um 3.93. Lacomare usava as esquerdas para explodir com carves e pauladas, fazendo perfeitas transições de manobras enquanto Ramzi Bouhkiam, o marroquino que vive em França, encontrou uma direita perfeita para, com o seu backside mortífero, garantir a sua passagem atrás de Lacomare. O português passou o heat muito desencontrado com as ondas boas, apanhando muitas que fecharam, o que acabou por ditar a sua eliminação uma vez que o seu surf estava mais do que afiado e preparado para grandes resultados.

Já no round 6, no heat 3, estava então o único resistente português, Pedro Henrique, e que defrontava Maxime Huscenot, Marc Lacomare e Bino Lopes. Apesar de fazer a segunda melhor onda do heat, um 7.33, este foi já muito perto do final e com Huscenot com um par de sets e Lacomare com um 8.33 e um 5.23, Henrique ficou a necessitar de um 6.24 para passar, mas o relógio é imperial e o português ficou sem tempo para apanhar uma segunda onda com potencial para tentar passar para a fase seguinte.

Terminava assim a presença lusa no Sooruz Lacanau Pro 2015 ao mesmo tempo que começava, ou continuava, o domínio dos franceses, especialmente de Maxime Huscenot. Nos quartos de final, Huscenot continuou a abusar do power surf de backside (para a esquerda) fazendo mesmo uma nota quase perfeita, um 9.27 e eliminando Lucas Silveira.

Huscenot-Sooruz-Lacanau-Pro-2015

Maxime Huscenot viu-se, com esta vitória, catapultado para o top10 do QS. Photo by WSL I Poullenot

Nas meias finais Huscenot teve um combate de titãs com o seu amigo Boukhiam, e na final defrontou (e eliminou) o surfista que há dias tinha vencido o Pro Junior em Lacanau, Nomme Mignot. O júnior foi sem dúvida o outro grande destaque deste QS3000 e caso tivesse vencido repetiria o feito (vencer o Pro Junior e o WQS de Lacanau) que apenas um surfista conseguiu, Gabriel Medina.

O júnior Nomme Mignot quase que vencia o QS depois de vencer, há dias, o Pro Junior. Photo by WSL I Poullenot

O júnior Nomme Mignot quase que vencia o QS depois de vencer, há dias, o Pro Junior. Photo by WSL I Poullenot

Mas Huscenot mais uma vez foi muito forte, e o 17º do ranking QS amealhava assim uns preciosos 3000 pontos (que o irão catapultar para o top 10 do QS), ao mesmo tempo que amealhava 16.000 dólares!

O QS continuará pela Europa e a próxima etapa será já daqui a dois dias, dia 25 de Agosto, terça-feira, também em águas francesas mas desta vez em Anglet. O Pro Anglet é um QS1500 e conta novamente com uma forte presença nacional: Pedro Henrique, Miguel Blanco, Eduardo Fernandes, Luís Perloiro, João Guedes, Pedro Coelho e João Kopke. José Ferreira é o primeiro alternate pelo que em caso de desistência de última hora será o primeiro a entrar.

 

Comentários