Dia “morno” de competição em JBay | Dia 11

publicado há 2 anos por 0

JBAY-OPEN-DIA-11-2015

Com o período de espera a chegar ao fim a organização do JBay Open ficou sem margem de manobra para esperar por condições épicas. Este penúltimo dia de prova ficou marcado pela forte chuva e vento on-shore e ondas que mal chegavam a um metro.

Viu-se uma melhoria ao longo do dia, o que permitiu que se realizasse a quarta fase, um round não eliminatório. A grande expectativa era o heat três, que combinava 15 títulos mundiais, 11 de Kelly Slater, 3 de Mick Fanning e 1 de Gabriel Medina. Os três foram muito activos, mas nenhum conseguiu fazer ondas na casa dos 7 pontos. As ondas não permitiam muito e Slater foi quem parecia mais descoordenado neste suposto Super Heat, apesar de no fim ter feito uma boa recuperação que quase lhe deu a vitória. Mas foi o surfista com menos títulos, Medina, quem venceu, sem fazer qualquer aéreo ou surf progressivo mas a atacar um lip com muita violência.

Logo no primeiro heat, o único que não foi vencido por um surfista brasileiro, viu-se que seria um dia de disputas que mais lembrava o QS, mas com alguns momentos brilhantes pelo muito. Julian Wilson era o favorito mas foi Kai Otton, com um backside afiado, que liderou o heat todo. Ou quase todo pois Adrian Buchan a dois minutos do fim conseguiu fazer a nota para vencer o heat e passar pela primeira vez este ano para os quartos de final

O incrível rookie, Wiggolly Dantas, no heat 2 do dia parecia ter a vitória garantida mas Adriano de Souza mostrou a sua garra e tirou “um coelho da cartola”. A precisar de 5.8 Adriano apanhou uma onda fraca mas acabou um aéreo reverse impressionantes e apesar não ter sido um voo muito controlado conseguiu completar a manobra e fazer a nota que precisava.

E para terminar, já que as condições não deram a melhoria que se esperava para fazer deste um dia de finais, a grande surpresa foi que Michel Bourez não foi um “factor” neste heat. O “Spartan” só fez uma onda boa enquanto que a disputa pela vaga nos quartos de final ficou entre Keanu Asing e Alejo Muniz. O brasileiro foi mais explosivo mas o havaiano, Asing, no fim quase deu a volta ao resultado, ficando a menos de meio ponto da qualificação.

Um novo call será feito para o JBay Open amanhã de manhã, acompanha tudo em directo AQUI!

tags:

Comentários