Logo desde o arranque do dia 6 do Corona Bali Protected previa-se a entrada de vento, o que deu origem à decisão de fazer apenas 8 heats. Mas seriam 8 grandes baterias e este seria, apesar de curto, um dos melhores dias de prova do ano.

Tudo começou com a categoria feminina onde Sally Fitzgibbons fez o que muitos consideraram o melhor tubo da prova até agora. Eliminadas nesta fase ficaram Coco Ho, Keely Andrew, Sage Erickson e, para surpresa de todos, Carissa Moore. A ex-campeã mundial parecia estar “bloqueado” no round 5, os quartos de final, mas nesta prova, desbloqueou para pior, acabando em 9º lugar.

O round 4 masculino começou com um grande confronto entre dois pesos pesados do tour, Willian Cardoso e Michel Bourez, e um perigoso “peso pluma”, Jesse Mendes. Bourez fez grandes tubos e ondas cheias de manobras poderosas para vencer destacado, deixando os brasileiros a disputar a segunda vaga. No fim foi Cardoso, que usou o seu peso para projectar muita água superar o seu colega rookie.

Depois foi a vez do wildcard, Mikey Wright, trocar as voltas a Adrian Buchan e Griffin Colapinto com ondas impressionantes tarde no heat, o que fez com que “Ace” perdesse a liderança  para Wright e eventualmente a segunda posição para Griffin. Adrian teve a sua oportunidade de dar a volta ao resultado mas caiu e foi eliminado.

Seguiu-se o confronto mais pesado do dia, entre Jordy Smith, Gabriel Medina e Jeremy Flores. Foi um heat com muita disputa pelas ondas e pela prioridade e no fim foi uma “batalha” de remada que fez a diferença. Jeremy fez mais um heat impecável e Jordy também surfou muito. Numa das suas ondas Jordy saiu “a voar” para a remada e batalhou pela segunda prioridade com Medina, sendo bem sucedido. No fim essa prioridade custou o heat ao brasileiro, que apanhou a onda que precisava dois segundos depois do fim do heat.

Uma bateria 100% brasileira fechou o round e o dia de prova, que não podia ter acabado de maneira melhor. Ítalo Ferreira estava incrivelmente inspirado e fez várias notas excelentes, vencendo o heat com grandes batidões e snaps de backside. Filipe Toledo e Adriano de Souza disputaram muito a segunda vaga e no final foi o novo líder do tour, Filipe, quem seguiu em frente.

Acompanha a evolução desta prova em directo AQUI nas próximas horas…

Comentários