Dia de Super-heats no Allianz Caparica Pro

publicado há 1 ano por 0

O surf radical de Filipe Jervis foi um dos destaques do dia. Photo by Pedro Mestre / Liga MOCHE
O surf radical de Filipe Jervis foi um dos destaques do dia. Photo by Pedro Mestre / Liga MOCHE

Mais uma vez a Liga MOCHE começou bem cedo na Costa da Caparica e apesar da maré vazia ter sido um factor toda a manhã as ondas estavam boas. Tanto que no fim do dia só restavam 6 surfistas entre as duas categorias.

As surpresas da manhã foram as eliminações de Francisco Alves, Ruben Gonzalez e ainda Guilherme Ribeiro, que não mostraram o ritmo de eventos passados, além de não terem tido sorte com as condições.

Entretanto, já no round 3, surfistas como Zé Ferreira, Vasco Ribeiro, Tiago Pires e Gony Zubizarreta começaram a ganhar terreno, tendo vencido os seus heats enquanto que Pedro Henrique, um dos favoritos para vencer a etapa, seria eliminado numa batalha renhida com Gony e Filipe Jervis.

Os quartos de final man-on-man, mais à tarde com a maré bastante cheia, foram autênticos Super-Heats, logo desde o primeiro. Zé Ferreira e Tomás Fernandes disputaram o primeiro lugar taco a taco, até Zé virar o resultado a seu favor com duas ondas fortes consecutivas. Mesmo no fim Fernandes fez uma onda bem surfada e o resultado ficou ainda mais próximo, mas o surfista da Ericeira acabou eliminado por 0.05.

As baterias que defrontam Vasco Ribeiro e Frederico Morais são, por norma, das melhores de qualquer prova. Mas desta vez Morais estava muito mais “in tune” com as condições e começou com uma onda forte e um bom back up. Por sua vez Vasco Ribeiro encontrou algumas dificuldades e não conseguiu fazer o seu melhor surf, sendo eliminado a precisar de uma nota alta.

Tiago Pires era o favorito a vencer o terceiro heat desta fase, mas sabia bem que não podia subestimar o seu adversário. Filipe Jervis, que em 2015 parece ter redescoberto o caminho para as fases finais, encontrava numa situação adversa no fim do heat pois, graças ao forte surf de backside de Saca, precisava de uma nota acima de 7 pontos. E, apesar de não ter apanhado nenhuma onda com potencial de fazer muitas manobras, arriscou tudo num aéreo reverse bem alto e acabou por vencer o heat graças aos 8 pontos que recebeu.

Para terminar a fase Gony Zubizarreta garantiu que se mantém na liderança deste circuito quando bateu Marlon Lipke em mais uma bateria muito equilibrada.

Seguiram-se as meias-finais femininas, onde Teresa Bonvalot bateu a vencedora da primeira etapa, Camilla Kemp e garantiu mais uma presença na final. No entanto, do outro lado da grelha juntou-se Carol Henrique, que tem estado a fazer as melhores médias da prova (feminina), no que promete ser uma grande final!

O próximo call será feito amanhã a partir das 7:20 da manhã. Acompanha tudo em directo AQUI!

Comentários