Dia de sucesso para armada portuguesa em Lacanau

publicado há 9 meses por 0

Frederico Morais foi fulminante no seu heat de estreia em Lacanau.
Frederico Morais foi fulminante no seu heat de estreia em Lacanau.

Pedro Henrique e Frederico Morais competiram hoje no round 3 e foram ambos dominantes nos seus heats!

Lacanau amanheceu com as melhores condições até agora, principalmente quando comparando com o dia anterior em que o vento on-shore soprou forte.

No primeiro heat masculino do round 3 tínhamos mais um surfista responsável por dar a prata a Portugal no ISA World Surfing Games, Pedro Henrique. Apesar de estar a mais de 1000kms de distância da sua irmã, Carol Henrique, de certeza que o surfista do Guincho não só celebrou o primeiro título de campeã nacional da sua irmã como o usou para mais um motivo de inspiração para a sua campanha neste Lacanau Pro.

Pedro Henrique usou o seu backside para garantir a vitória no seu heat. Photo by WSL | Masurel

Pedro Henrique usou o seu backside para garantir a vitória no seu heat. Photo by WSL | Masurel

A verdade é que Henrique poucas hipóteses deu aos seus adversários, optando por surfar de backside uma vez que as direitas ofereciam longas e manobráveis paredes. Henrique abriu o heat com um 7 mas foram as suas duas últimas ondas que lhe deram acesso ao round 4. Um 8.10, graças a uma direita com duas fortes rasgadas no outside e que depois foi trabalha no inside, e um 7.67. Em segundo ficava o francês Marc Lacomare.

Dois heats depois e era a vez de Frederico Morais que optou por competir neste QS1500 para manter o ritmo competitivo e, obviamente, com o objectivo de amealhar mais 1500 pontos para a sua campanha para o WT! Por esta altura o vento onshore começaca a entrar mas ainda fraco o suficiente para em nada prejudicar a qualidade do surf. Foi para a esquerda que Morais colocou uma das suas duas elhroes ondas no seu socre e não foram necessárias mais do que duas explosões verticais de backside para receber um 6.67 e colocar-se, nesta fase, à frente do heat. Logo de seguida Morais trabalhou uma outra esquerda que lhe valeu um 6.47, vincando ainda mais a sua liderança no heat.

Frederico Morais foi fulminante no seu heat de estreia em Lacanau. Photo by WSL | Masurel

Frederico Morais foi fulminante no seu heat de estreia em Lacanau. Photo by WSL | Masurel

O heat continuaria com uma batalha pelo segundo lugar, Morais ainda se viu envolvio numa situação de interferência com o surfista que estava em quarto lugar, Gonzalez Gutierrez, que procurava uma onda para ver se conseguia passar o heat e decidiu arriscar ao remar para uma onda que Morais remava quando este último tinha prioridade. Morais acabou por não arrancar na onda para não colidir com Gutierrez mas mostrou ao júri que queria fazer uso da sua prioridade mas que não o conseguiu fazer pois Gutierrez ia na onda. O risco para Gutierrez não compensou pois foi-lhe assinalada interferência e acabou por ficar sem hipóteses de ir para segundo no heat.

A organização acabou por meter o evento on hold por umas horas mas acabou por não continar com o restante round 3. O campeonato recomeçará amanhã – já sabes que podes assistir ao vivo AQUI – e ainda no round 3 por competir estão Tomás Fernades, Eduardo Fernandes e Miguel Blanco, e os seus heats são os seguintes:

Round 3
Heat 15: Tomás Fernandes x Dylan Lightfoot x Cristobal de Col x Eduardo Fernandes
Heat 16: Maxime Huscenot x Natxo Gonzalez x Leo Glatzer x Miguel Blanco

Round 4
Heat 1: Pedro Henrique x Vicente Romero x Nelson Cloarec x Yuri Gonçalves
Heat 2: Marc Lacomare x Yago Dora x Andy Criere x Frederico Morais

Comentários