Dia de muita acção no Rip Curl Pro Bells Beach

publicado há 2 anos por 0

RIP-CURL-PRO-BELLS-BEACH-DIA-5

Depois de vários dias sem condições para avançar com o Rip Curl Pro Bells Beach, a WSL finalmente deu o call para o evento voltar à água! As ondas rondavam o metro, com sets ligeiramente maiores, inicialmente a quebrar no “bowl”, a secção boa de Bells.

As baterias estavam bastante bem “alinhadas”. Havia os confrontos top seed vs wildcard ou low seed (Fanning x Dijk; De Souza x Hobgood; Burrow x Christie; Bourez x Asing; Toledo x Payne) e a única surpresa foi a derrota de Bourez contra um inspirado rookie. Na verdade Keanu Asing não fez um heat muito impressionante mas Michel esperou de mais e caiu de mais. Já Filipe Toledo mostrou que em Bells também é perigoso e dominou o seu heat com um aproveitamento de onda imparável e um aéreo 3600 full rotation.

Depois havia os confrontos de goofies (André x Pupo; Wilkinson x Buchan; Patacchia x Otton), que foram bastante equilibrados com as vitórias de Jadson, Wilko e Freddy P. O destaque pela negativa vai para Adrian Buchan, que este ano parece estar a surfar abaixo do que nos habituou.

E claro, a batalha dos rookies com seed alto, Banting x Dantas. A essa altura já a maré tinha ficado muito cheia e fez-se uma transferência da prova para a secção de Rincon, um pico mais perto do “morro” de Bells e que tem menos força. Esta mudança (forçada) não beneficiou Wiggolly, que surfa muito bem ondas com mais parede e Matt Banting venceu com grande facilidade.

Seguiu-se a prova feminina, em que se realizou todo o round 2 e metade do round 3. Na segunda fase foi mais uma vez Silvana Lima quem se destacou, num heat difícil contra a local Nikki Van Dijk. A brasileira não fez nenhum dos seus voos mas simplesmente destruiu uma onda mais pequena que tinha aparecido no line up com batidas e carves para receber 9.5. Outra grande “performer” desta fase foi Courtney Conlogue que atacou as secção sem medo e conseguiu a segunda melhor média do dia. A outra grande performance do dia foi para Carissa Moore, que parece estar de olho em mais uma vitória em Bells, acabando com 18.50 no round 3.

Este dia de prova ficou por aí por falta de tempo para avançar mais. Não deixes de acompanhar o próximo dia de prova AQUI!

Comentários