O verão foi fraco a nível de novidades de patrocínios mas, mesmo assim, houve mudanças.

Espera-se uma sólida redução nesta que é provavelmente a melhor equipa de surf da actualidade, a Hurley, que recentemente foi posta à venda pelo grupo Nike. Mesmo assim a presença desta marca parece ter aumentado, com o co-sponsoring de algumas etapas do CT e, segundo a Stab, a Hurley está na disputa para se tornar no boardshort oficial dos evento de surf nos jogos olímpicos de 2020. Infelizmente alguns patrocinados que se encontram em fases menos positivas das suas carreiras não têm sido renovados. Foi o caso, recentemente, de Nat Young, que estava ligado à marca há quase uma década e, pouco depois de vencer em Portugal, foi “libertado” por este patrocinador.

Mais recentemente a top do Championship Tour, Johanne Defay, juntou mais um grande patrocinador à sua cada vez mais preenchida prancha. A surfista da Ilha Reunião esteve muito tempo sem patrocinadores, tendo sido inclusivamente apoiada pelo melhor surfista de sempre da sua ilha, Jeremy Flores. O seu sucesso no tour é inegável e ao longo dos anos Johanne tem vindo a juntar todos os apoios que precisa. O mais recente é o da marca portuguesa, Deeply. Ainda não foi feita uma comunicação oficial desta contratação mas pelo que parece, a actual 10ª classificado do Championship Tour deverá ter assinado com a Deeply como patrocinadora de fatos, já que mantém a marca Picture Organic no bico da sua prancha. É a primeira contratação de um membro do CT para a Deeply, que continua assim a sua evolução para mercados fora do nosso país.

Acreditando mais uma vez na palavra da Stab, a equipa da Reef deverá sofrer grandes alterações. Isto porque, segundo a revista australiana, esta marca irá abandonar a sua divisão de roupa para se focar apenas no calçado, onde tudo começou. Isso significa que surfistas como Taylor Knox e Billy Kemper estarão em breve à procura de patrocinadores principais num mercado que apenas tem “encolhido”…

Comentários