Quando o Margaret River Pro foi cancelado, ficou a hipótese de se terminar a prova em outro lugar. Por realizar estavam todos os heats a partir do round 3, baterias que agora serão feitas num local bastante diferente às do Oeste da Austrália. Os point breaks massudos e slabs são substituídos pela esquerda tubular, em Bali, Indonésia.

“O cancelamento do Margaret River Pro deveu-se a circunstancias únicas nesta temporada e estamos desejosos de voltar ao Oeste da Austrália em 2019”, disse Sophie Goldschmidt, CEO da WSL. “Depois de consultar a organização “Surfing West Australia” sobre a possibilidade de terminar o evento em 2018, sentimos que a actividade aquática que levou ao cancelamento não tinha melhorado, e o regresso não estava nos melhores interesses dos melhores surfistas do mundo nesta temporada. Explorámos extensivamente várias alternativas antes de investir em completar o evento em Uluwatu, Bali.”

O evento realiza-se cerca de 48 horas depois do Corona Bali Pro em Keramas e terminará, mais tardar, até dia 13 de Junho. Será um regresso do Championship Tour à península de Bukit depois de 10 anos de ausência. A única prova deste nível realizada em Uluwatu, e arredores, decorreu em 2008, e foi aí que Tiago Pires protagonizou dos heats mais marcantes não só da sua carreira mas com da história do surf português (podes ler sobre esse confronto com Kelly Slater AQUI)!

Infelizmente o nosso único surfista do tour em 2018, Frederico Morais, já tinha sido eliminado em Margaret River e não poderá repetir mostrar o seu backside afiado nas esquerdas de “Ulu”. Mas antes do tour passar para Bali, ainda se realiza o Oi Rio Pro, em Saquarema, Brasil. Acompanha tudo em directo dentro de horas AQUI!

 

Comentários