Apesar do sucesso do passado, a etapa marroquina do circuito de qualificação da WSL de 2018 não está a ser positivo para a “Armada Lusa”. O Anfaplace Pro Casablanca, etapa de 1.500 pontos nas categorias masculina e feminina, parecia ser uma boa oportunidade para alguns portugueses subirem um pouco no ranking mas no final do 3º dia apenas restava uma surfista em prova.

No dia 2 os 4 competidores da categoria masculina eram eliminados, mas esperava-se que na feminina os resultados fossem diferentes. E foram, mas pouco. O dia começou bem, com a qualificação de Carol Henrique, atrás de Mahina Maeda, graças a duas notas sólidas, deixando Emily Nishimoto e Melanie Giunta eliminadas.

No heat seguinte estava Camilla Kemp, que surfou bem contra Garazi Sanchez-Ortun, Juliette Lacome e Nadia Erostarbe. As espanholas, principalmente Garazi, foram muito fortes, mas no fim Camilla só precisava de 3.78 para ir para segundo lugar, uma nota que não conseguiu fazer e foi eliminada.

De seguida Leonor Fragoso não conseguiu acompanhar o ritmo fortíssimo de Josefina Ane, Julie Nishimoto e Tessa Thyssen, sendo eliminada a precisar de uma nota de 9.24.

A prova ficou por aí e Carol terá que esperar pelo próximo dia de prova para defrontar Garazi Sanchez-Ortun na segunda bateria dos quartos de final man-on-man. Acompanha tudo em directo AQUI!

Comentários