Camilla e Afonso em 4º lugar no Volcom TCT

publicado há 2 anos por 0

VOLCOM-TCT-2015-FINAL

Terminou ontem a finalíssima do Volcom Totally Crustaceous Tour e pela primeira vez havia surfistas portugueses nas finais. Dois dos três surfistas nacionais presentes nesta etapa chegaram à final e com um pouco mais de local knowledge poderiam ter acabado ambos no top2.

A final feminina foi a primeira de 5 categorias, e Camilla Kemp tinha garantido a sua presença sem grandes dificuldades. Infelizmente a surfista do Guincho apanhou poucas ondas com parede e não conseguiu disputar a vitória. De facto a norte-americana Caroline Marks mostrou uma sintonia rara com as ondas e juntou mais uma taça a muitas outras que tem recebido recentemente, vencendo com notas altíssimas. Kemp foi muito selectiva e surfou muito bem as suas ondas com grandes rasgadas para a direita e batidas, mas faltaram secções verticais para sair do quarto lugar.

camilla-kemp

Tal como Caroline fez na categoria GirlFish, o havaiano de Maui, Jackson Bunch, tratou de mostrar que é provavelmente o melhor surfista sub12 do mundo e ao fim de poucos minutos já estava a “combinar” os seus adversários. De frontside o seu surf é rápido, radical e progressivo e de backside é vertical como poucos, algo que não é normal ver em surfistas desta idade.

Se os júris avaliassem apenas a técnica, Afonso Antunes teria sido segundo classificado nesta final com facilidade. Os seus bottom turns e leitura de onda impressionaram os júris e speakers, mas faltou apanhar ondas para aplicar o seu surf em secções mais críticas. Afonso, Brayden Bunch e Dane Matson alternaram várias vezes a segunda posição mas para azar do português a última onda de cada um dos seus adversários empurraram-no para quarto lugar. Mesmo assim tanto Afonso como Camilla estão de parabéns pois mostraram o seu potencial no meio dos melhores surfistas do mundo nas suas categorias.

TCT_Knight2052

À medida que as finais iam subindo de categoria também o nível de surf crescia e a final GromFish, sub14, foi muito equilibrada entre Matheus Herdy e Nick Marshal. Nick parecia ser o grande favorito, com um frontside muito afiado nas esquerdas, mas foi o sobrinho do ex-top do WCT (Guilherme Herdy) que roubou a vitória no final.

Nolan Rapoza foi a maior surpresa do evento ao vencer a categoria JuniorFish, enquanto que a final ProAmFish foi um heat digno de uma etapa do WQS. Nenhum dos 4 finalistas fez menos de 15 pontos mas no fim foi o peruano Miguel Tudela que superou por pouco Yago Dora, deixando Griffin Colapinto e Noah Schweiser em 3º e 4º lugares.

Comentários